Banco do Brasil faz negociação de dívidas de empreendedores

Na semana da Campanha Nacional da Renegociação de Dívidas, o Banco do Brasil fez a renegociação com 6 mil empresários e MEIs.

Na semana da Campanha Nacional da Renegociação de Dívidas, o Banco do Brasil fez a renegociação com 6 mil empresários e Microempreendedores Individuais (MEIs). Os valores giram em torno de aproximadamente R$ 150 milhões. Conforme a instituição, a busca pela renegociação através dos canais digitais do BB cresceu em aproximadamente 200% durante a campanha.

Leia também: Banco do Brasil cria manual de proteção digital para seus clientes

A campanha tem por finalidade apoiar os micro e pequenos negócios que possuem empréstimos com parcelas que estão em atraso e estejam vinculadas ao Fundo de Aval do Sebrae (Fampe). Poderão ser reavaliados outros empréstimos e financiamentos que estejam em atraso.

O BB irá renegociar as parcelas de negócios que possuam faturamento bruto anual abaixo dos R$ 4,8 milhões e dívidas vencidas há mais de 15 dias. O saldo da dívida pode ser renegociado em até 96 meses, com taxas de TR + 1% ao mês. Também é possível conseguir o rebate de até 92% para aquelas dívidas que estejam vencidas há mais de 60 dias.

Nome “sujo”

Atualmente, existem cerca de 65 milhões de brasileiros com nome sujo no SPC/Serasa, conforme o último Mapa da Inadimplência e Renegociação de Dívidas no Brasil feito pela Serasa. Ter o nome negativado gera limitação e redução do score nos órgãos de proteção de crédito, fazendo com que os financiamentos se tornem mais onerosos e dificultando o aluguel de imóveis.

Entretanto, não pode haver discriminação com aquelas pessoas que se encontram nessa situação, ou seja, elas não podem ser impedidas de serem contratadas por uma empresa privada ou aprovadas em um concurso público, nem de tirar seu passaporte e visto. “A abertura de conta em banco pode ser mais custosa e o crédito escasso, mas hoje em dia também é possível”, comenta o diretor executivo (CEO) da BuscaJuris, Fernando Xavier.

É possível verificar se o Cadastro de Pessoas Físicas (CPF) se encontra com alguma restrição, de forma gratuita, através de sites e aplicativos dos órgãos de proteção ao crédito.

A grande chance para sair dessa restrição e limpar o nome são os eventos promovidos pelos órgãos de proteção ao crédito junto a algumas empresas. “Nessas ocasiões, são oferecidos descontos atrativos para regularizar a situação”, explica Xavier.

você pode gostar também

Comentários estão fechados.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More