Bócio – O que é, causas, tipos, sintomas e tratamento

O bócio é um problema que pode acometer diferentes pessoas. Ele surge quando há uma disfunção na tireoide, podendo causar inchaço na região da glândula. Saiba mais. sobre o bócio.


O que é bócio? O bócio é caracterizado pelo aumento da região do pescoço e pode ser causado por diferentes fatores.

O bócio surge no indivíduo quando a glândula tireoide aumenta de tamanho, de maneira anormal, causando como consequência mais comum o inchaço do pescoço, ficando mais largo e mais arredondado.

Por isso, é facilmente identificável pelo tamanho notório do pescoço. Porém, pode surgir na forma de nódulos imperceptíveis ao olhar.

O bócio se manifesta mais frequentemente em mulheres entre 20 e 40 anos.

Causas

O bócio pode ter diversas causas, porém, é mais comum quando assimilado à falta de iodo na dieta. As principais causas do bócio são:

  • Distúrbios no funcionamento da glândula tireoide, como hipertireoidismo ou hipotireoidismo;
  • Uso de certos medicamentos;
  • Infecções;
  • Tumor na tireoide;
  • Doenças autoimunes;
  • Doenças que afetam o funcionamento da tireoide.

Tipos de bócio

O bócio pode ser classificado como:

  • Bócio endêmico

O bócio endêmico se caracteriza quando mais de 5% da população é afetada por esse distúrbio. Um exemplo comum acontece em sociedades carentes que não ingerem o iodo de forma forma recomendável, com pouca ingestão.

  • Bócio coloide

É o termo utilizado para designar quando ocorre de forma atóxica e difusa, sem a formação de nódulos.

  • Bócio congênito

Quando o aumento de tamanho da glândula está presente no nascimento.

  • Bócio difuso ou nodular

Esse tipo de bócio pode ser causado por múltiplas causas, envolvendo toda a tireoide,

  • Bócio multinodular

O bócio multinodular acontece pelo surgimento de múltiplos nódulo na tireoide. A causa mais comum é o hipertireoidismo: produção excessiva de hormônio pela glândula, liberando toxinas.

  • Bócio atóxico

O bócio atóxico se configura pela ausência de produção de tiroxina (T4), com o funcionamento normal da glândula.

  • Bócio tóxico

Ocorre junto a liberação da tiroxina (T4) junto a liberação do hormônio (T3).

Sinais e sintomas de bócio

O sinal mais claro e comum do bócio é o aumento da região anterior do pescoço. Entretanto, algumas vezes pode se manifestar apenas com pequenos nódulos.

O inchaço pode comprimir a traqueia, provocando dificuldade de respirar e engolir.

A manifestação pode variar de acordo com a quantidade de hormônio produzido pela tireoide como disfunção.

No hipotireoidismo há uma produção baixa ou nula de hormônio e os sintomas associados são relacionados à queda do metabolismo basal, provocando cansaço, sonolência, apatia, intestino preso e pulso lento.

Já quando há a produção excessiva, no hipertireoidismo, acontece aceleração do batimento cardíaco, exoftalmia, insônia, agitação, sudorese abundante.

Diagnóstico de bócio

O diagnóstico é feito a partir do exame clínico, junto a análise da região do pescoço, próxima a glândula, e a análise da história do paciente. Além disso, pode ser requerido a realização de exames de sangue para análise da produção e quantidade de hormônios T3, T4 e TSH.

Somado a isso, podem ser pedidos outros exames como  ultrassonografia, cintilografia e biópsia para conclusão do diagnóstico.

Tratamento e cura

O tratamento é feito com a finalidade de corrigir a disfunção ou problema que causou o desenvolvimento do bócio. Assim, pode ser realizado o tratamento com medicamento que diminua o inchaço, junto a outros que neutralizem a falta de iodo.

No caso das produções anormais de hormônios são utilizados remédios para tentar controlar o problema. Já quando o problema é a ausência de iodo, é necessária a ingestão de grandes quantidades de iodo, para a absorção da quantidade que necessita.

Caso a disfunção não seja resolvida, ou aconteça complicações, é sugerida a realização da cirurgia de remoção total ou parcial da tireoide.

Veja também:

PUBLICIDADE

você pode gostar também

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More