História do Carnaval

O Carnaval é um dos maiores símbolos do Brasil. Porém, essa festa popular não tem sua origem no país.

0

O Carnaval é uma tradição cheia de festividade, originária do Cristianismo ocidental e realizada antes do período de quaresma.

Muitas pessoas pensam que o Carnaval é uma festa brasileira, mas essa enorme festa popular é uma tradição secular, com sua história e origem na Antiguidade.

A palavra “carnaval” vem do latim carnis levale, com o significado de “retirar a carne”. Esse nome é diretamente associado ao período de quaresma, no qual deve-se retirar a carne da alimentação, como uma forma de jejum. Esse ato de evitar a carne também é associado a retirada dos prazeres mundanos.

Origem e história do Carnaval

Os historiadores afirmam a possibilidade de diferentes origens para o Carnaval.

A primeira delas é o seu surgimento na Babilônia. As festas eram feitas como comemoração das Saceias, festas nas quais um prisioneiro tinha o direito de assumir o status de um rei por alguns dias. Ao fim desse período, o prisioneiro era chicoteado e morto.

Uma outra hipótese é a possível origem na Grécia Antiga, sendo comemorado perante a chegada da primavera.

Outra possibilidade é o surgimento em Roma, quando eram realizadas as Saturnálias e Lupercálias. Estas eram festas que duravam muitos dias, com comida, bebida e dança.

Essas festividades aconteciam em dezembro e fevereiro, meses das divindades infernais e das purificações.

Em algumas das festividades que originaram o Carnaval, a troca de identidades e uso de máscaras era muito comum. A prática se tornou parte da festa e, por isso, hoje é tradicional o uso de fantasias.

Entretanto, com o passar do tempo e com a ascensão do cristianismo, essas festas passaram a obter outros significados e a receber o nome “carnaval”, relacionado ao cristianismo e com a Quaresma.

Dessa maneira, foi atribuído um significado religioso à festa. Para a Igreja Católica, o Carnaval é o período que antecede a Quaresma, que se estende até a chegada da Páscoa.

A festividade é considerada como uma oportunidade para os fiéis se despedirem do consumo de carne.

História do Carnaval no Brasil

O Carnaval chegou ao Brasil com a realização do entrudo, uma das primeiras manifestações carnavalescas transferidas para o país.

O entrudo foi inserido no contexto brasileiro como uma espécie de brincadeira, na qual a população tomava as ruas e se divertiam jogando água, farinha, ovos e tinta uns nos outros.

Nesse período, os africanos escravizados também aproveitavam o momento para desempenhar comemorações e batuques vindos da África.

Entretanto, a elite e as alas conservadoras da sociedade não aceitavam essas prática. O Carnaval só passou a ser um período de celebração regular quando a Igreja Católica oficializou a data da Quaresma.

Assim, a festa portuguesa passou a incorporar os batuques e ritmos africanos, junto a influências francesas que eram assimiladas pelo povo brasileiro.

Posteriormente, a pratica de jogar farinha e ovos foi proibida com objetivo de civilizar a festa. Porém, surgiu a ideia do uso de confetes, serpentinas e flores que tomou lugar da tradição da farinha.

Assim, o Carnaval ganhou muita força no Brasil e tem data reservada no calendário todos os anos entre os meses de fevereiro e março.

Além disso, surgiram as marchinhas de carnaval que alegram as ruas, com letras rápidas e fáceis de decorar.

Atualmente, o Carnaval é um símbolo do país, uma das celebrações brasileiras mais conhecidas internacionalmente.

Veja também: 

PUBLICIDADE

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.