607 Bolsas São Oferecidas por Fundação para Estudo na Espanha

A Fundação Carolina, FC, com criação ao estreitamento de relações culturais, educativas e científicas, entre o país espanhol e países Íbero-americanos, anuncia abertura de 607 bolsas de estudos em relação ao próprio Programa de Formação para o ano letivo 2016-2017.

O programa aceitará alunos de todas as áreas do saber. As vagas terão divisão da seguinte maneira, 349 bolsas à pós-graduação, 140 ao doutorado e pós-doutorado de período curto, 29 ao intercâmbio de professores do Brasil, 5 aos programas de empreendimento, 50 à Escola Complutense de Verão, e 34 aos estudos institucionais.

A Fundação Carolina possui convênio com 110 instituições de ensino espanholas distribuídas pelo país. Para os interessados em candidatar-se a uma das vagas em universidades parceiras, deve fazer acesso pelo site de FC e realizar cadastro por meio de informações pessoais e acadêmicas. Haverá aceitação dos estudantes de várias áreas e cursos.

É fundamental ter atenção com datas para inscrever-se, já que cada uma das bolsas de estudo fez estipulação de prazo diverso às solicitações. Para mais detalhes acerca do processo, datas de importância, pré-requisitos do programa, acessar a página oficial do programa aqui, como detalhado.

O estudo no exterior é cada vez mais fácil e atrativo aos brasileiros. A quantidade de brasileiros que escolhem pelo estudo fora do país é cada vez maior.

Se no ano 2009, em torno de 140 mil brasileiros seguiram em procura do aprimoramento nas escolas em diversos países, no ano 2012 esta quantidade passou a 175 mil, de acordo com plataforma de planejamento Estudar Fora, Fundação Estudar.

Em período de 3 anos, a quantidade de brasileiros em procura por qualificação nas universidades do exterior subiu 25%. Destinos de preferência se resumem às instituições do Canadá, Europa, Estados Unidos e Austrália.

O estudo no exterior é determinado de grande importância na atualidade. Considerando ascensão da economia brasileira pelos últimos anos, a competitividade do mercado de trabalho requer diferencial de profissionais do Brasil e a educação no exterior se caracteriza investimento de retorno maior.

Veja também: Tudo sobre intercâmbio – Guia definitivo

Sem contar os cursos de idiomas, brasileiros têm estudado cursos de graduação, mestrados, MBAs, pós-graduação, doutorados, e cursos de extensão pelo exterior.

É interessante saber que o processo de seleção em relação às universidades fora do Brasil não é o mesmo que o processo brasileiro. Pelos Estados Unidos e Europa, como exemplos, há longo processo de admissão que começa por inscrição do aluno em instituição, denominada “application”.

você pode gostar também

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More