Chocolate ameniza a TPM: Mito ou verdade?

Confira aqui qual a real ligação entre esses dois.

O período menstrual não costuma estar entre os melhores dias do mês, pois a pessoa precisa lidar com as temidas cólicas, a alteração hormonal que promove o surgimento de espinhas, além de toda a mudança de humor que ocorre. É muito comum que, durante esse período, o desejo por doces e principalmente chocolates seja maior. No entanto, será que ele realmente ajuda a amenizar os sintomas? Acompanhe a leitura para saber se o chocolate ajuda a reduzir as cólicas menstruais.

Leia mais: 7 caminhos sobre menstruação que as mulheres devem parar de acreditar

Existem benefícios do chocolate em relação às cólicas menstruais?

Sim! Principalmente para aquelas formiguinhas de plantão, essa é uma notícia maravilhosa. O que acontece é que os nutrientes do chocolate fazem com que ele seja excelente para esse período.

Esse alimento acaba sendo uma ótima fonte de magnésio, substância que acalma as contrações uterinas, além de ser rico em polifenóis, substâncias que contribuem para reduzir inflamações. Ademais, o chocolate também estimula a produção de dopamina, melhorando seu humor.

Outras práticas que contribuem para reduzir as cólicas

A prática do exercício físico é algo que faz muito bem para o corpo humano em geral. No entanto, o hábito da corrida ou caminhada é especificamente muito bom para melhorar as cólicas menstruais.

A liberação de hormônios derivados da prática esportiva contribuem para a redução dos sintomas, principalmente das dores menstruais. A liberação de endorfina nesse momento age como um analgésico natural, e ainda contribui para uma melhoria no humor.

Aumentar a ingestão de nutrientes como ferro e ômega 3, por exemplo, ajuda a reduzir as dores das cólicas. Já a vitamina B6 estimula a produção de neurotransmissores como serotonina e dopamina, que, além de reduzirem a dor, ainda ajudam a melhorar seu humor.

Ademais, ingerir mais alimentos fontes de vitamina E pode reduzir as dores e também a quantidade de sangue liberado no fluxo menstrual. Visto isso, apesar da menstruação e seus sintomas explícitos durarem cerca de 5 dias, é preciso lembrar que ela faz parte de um ciclo de 28 a 30 dias. Por isso, manter essas práticas ativas durante os outros períodos do ciclo é de suma importância.

você pode gostar também

Comentários estão fechados.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More