Como identificar se a sua gata está no cio?

Confira quais são os sinais de que sua gata está no cio e saiba o que fazer.

O cio é o momento que o animal está em busca de acasalamento. Para os donos de gatos, esse período é muito tenso e cansativo, pois o animal costuma fugir de casa, urinar em excesso, fazer muito barulho, entre outros transtornos. Vale ressaltar que o cio acontece a cada três meses, apenas com as gatas fêmeas, enquanto os machos sempre estão prontos para copular. Se quiser a aprender como identificar se a sua gata está no cio, acompanhe essa leitura!

Leia também: Aprenda a afastar os gatos de rua do seu quintal com essas dicas naturais

Reprodução desordenada dos gatos é um problema público

Os gatos se reproduzem facilmente. Considerando que uma fêmea entra no cio a cada três meses e pode gerar em média até 7 filhotes por ninhada, em um ano serão 28 filhotes! Isso é um grande problema para a saúde pública, pois gera uma grande quantidade de animais abandonados na rua que serão expostos a doenças, parasitas e maus-tratos, além de revirarem lixos em busca de alimento.

Sinais do cio

Notar esses sinais é importante para tomar as devidas providências, a fim de evitar que sua gata saia de casa para copular. O primeiro cio felino geralmente ocorre entre 6 e 10 meses após o nascimento e varia em decorrência de fatores hormonais, ambientais e físicos.

Normalmente, nesse período, a gatinha fica muito carinhosa e se esfrega em móveis, objetos e nas pessoas. Ela também costuma urinar mais e ficar sempre na postura de acasalamento: elevando a traseira e com o rabo esticado para cima.

O que fazer?

Assegure-se que todas as saídas da casa estão fechadas para a gatinha e, se possível, invista em telas nas janelas para evitar que ela fuja. Também é importante manter o animal longe de situações estressantes e oferecer muito carinho. Outra opção é utilizar sprays com feromônios sintéticos que ajudam a acalmar a gata no cio.

Castrar é um ato de amor

A melhor forma de prevenir que sua gatinha fuja de casa atrás de outros machos e engravide é por meio da castração. Isso vale também para os machos, que costumam sair e se envolver em brigas com outros animais na rua. Esse serviço deve ser feito exclusivamente por um médico veterinário.

Caso você não tenha condições de pagar por esse procedimento, algumas cidades oferecem a castração gratuita em hospitais veterinários públicos, ou mesmo com preços mais acessíveis, em parceria com clínicas e ONGs de proteção animal. Informe-se no seu município para saber mais.

você pode gostar também

Comentários estão fechados.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More