Caminhoneiros e motoristas poderão ter acesso ao “botão de pânico” nas rodovias

Para aumentar a eficácia da segurança nas rodovias, um aplicativo com “botão de pânico” foi criado.

A Polícia Rodoviária Federal está trabalhando no desenvolvimento de um aplicativo para usuários das rodovias do país, no qual os caminhoneiros serão o foco do serviço. O app terá um “botão de pânico” que poderá ser ativado em caso de acidente grave ou ataque criminoso por alguém que passe por um ponto específico da rodovia. Ele ainda está em fase de testes, no entanto, a previsão é que ele seja lançado no final do ano. Confira mais neste artigo sobre o novo aplicativo para caminhoneiros e motoristas.

Leia mais: Confira calendário das eleições de 2022

Confira mais informações sobre aplicativo com “botão de pânico”

Segundo informações da Polícia Rodoviária Federal, os sistemas de trânsito e transporte, que hoje são utilizados pelos órgãos de segurança pública, serão integrados ao novo aplicativo que está em fase de teste.

Dessa forma, ele funciona como uma retroalimentação de informações através de tecnologias eficientes, no intuito de minimizar os custos. Isso tudo ao mesmo tempo em que fornece mais segurança e eficiência na presença da polícia nos locais necessários.

Como vai funcionar o novo recurso?

Embora ainda não haja muitas informações, a ideia é que o aplicativo fique disponível para quem precisar entrar em contato com a PRF de forma imediata. Com isso, estão previstas duas situações primordiais para o uso desse recurso. A primeira é destinada aos casos que exigem ações emergenciais devido a acidentes graves, e a segunda, em casos de ações criminosas, principalmente roubo de cargas e sequestros de caminhoneiros.

O intuito do desenvolvimento desse aplicativo é que a PRF esteja consiga atender de forma mais rápida às necessidades dos usuários das rodovias federais brasileiras, principalmente para os caminhoneiros, que passam por diversas situações de emergência no período de trabalho.

O aplicativo ainda está na fase de testes, experimentações e aperfeiçoamentos para funcionar de forma mais eficaz. A previsão é que ele esteja disponível até o fim deste ano.

você pode gostar também

Comentários estão fechados.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More