Crise do feudalismo

A crise do feudalismo se deu a partir das transformações ocorridas no continente europeu.

0

A crise do feudalismo iniciou-se a partir do século XI, com as grandes transformações vividas pelos europeus.

As novas técnicas utilizadas no campo, o aumento da expectativa de vida da população e o florescimento do comércio, contribuíram para o fim do feudalismo.

Crise do feudalismo – Resumo

As inovações tecnológicas vividas pelo campo, combinadas a novos métodos de exploração da terra, gerou o crescimento da produtividade rural e, como consequência, o aumento da população.

Além disso, começou-se a produzir espécies leguminosas, o que impactou positivamente a saúde das pessoas, ao contribuir para uma melhor qualidade da dieta alimentar.

O grupo que mais sentiu o impacto dos novos hábitos alimentares, foram as mulheres. Tanto as gestantes, quanto as que estavam em fase de aleitamento precisavam de uma dieta rica em ferro, nutriente presente nas leguminosas.

Desse modo, houve uma diminuição da mortalidade feminina e, como resultado, o número de crianças aumentou.

O mercado interno, o comércio a longa distância e o crescimento populacional se intensificaram com o tempo.

Houve o surgimento de rotas comerciais e feiras no continente europeu. Durante os séculos XII e XIII, uma das feiras medievais mais importantes se localizava na França.

Entre os séculos XI e XIII, grande parte da população dos campos migraram para os centros urbanos ou para as regiões próximas às feiras comerciais.

Percebe-se, então, que a crise do feudalismo se deu a partir de um movimento de transformação lento e gradual do continente europeu.

Saiba mais em:

PUBLICIDADE

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.