Transportes de membrana passivos – Difusão facilitada

A entrada e saída dessas partículas é controlada por processos chamados de transportes de membrana.

0

A membrana plasmática é uma estrutura que tem bicamada lipídica com permeabilidade seletiva, ou seja, apesar de ser uma estrutura permeável, nem todas as substâncias podem entrar ou sair de uma célula.

A entrada e saída dessas partículas é controlada por processos chamados de transportes de membrana ativos e transportes de membrana passivos.

A difusão facilitada é um dos três tipos de transportes de membrana passivos.

Transportes de membrana passivos

Nesse tipo de transporte não há gasto de energia (ATP). O soluto entra na célula por diferença de gradiente de concentração, indo do mais concentrado para o menos concentrado.

Como ocorre a difusão facilitada?

A difusão facilitada é utilizada para o transporte de substâncias que não se dissolvem em lipídeos, como a glicose e, principalmente, íons que atravessam com dificuldade a membrana por causa de suas cargas elétricas.

A entrada dessas substâncias na célula é feita com um agente facilitador, por isso o processo recebe o nome de difusão facilitada. Esse agente são as proteínas de membrana chamadas de permeases.

As permeases capturam as partículas no meio e transferem-nas para o interior da célula. Esse processo até poderia ocorrer por difusão simples, sem a ajuda das permeases, mas demoraria muito mais tempo causando prejuízos ao metabolismo celular.

Difusão facilitada

Veja também:

PUBLICIDADE

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.