Getúlio Vargas: Resumo, Era Vargas, Quem foi, Governo e Realizações

Getúlio Vargas foi o presidente que permaneceu por mais tempo no poder. Seu governo é dividido em dois períodos: 1930-1945;1951-1954.

1

“Brasil Meu Brasil brasileiro
Meu mulato inzoneiro Vou cantar-te nos meus versos
Ô Brasil, samba que dá Bamboleio que faz gingar
Ô Brasil, do meu amor Terra de Nosso Senhor
Brasil, Brasil Pra mim, pra mim…”

Aquarela do Brasil, Ary Barroso. 1939

Os versos acima foram retirados da canção Aquarela do Brasil, composta por Ary Barroso em 1939 durante o período do governo Vargas conhecido como Estado Novo. A música se tornou praticamente um hino do Brasil, sendo regravada por diversos artistas, inclusive Frank Sinatra cantor norte-americano.

getulio-vargas

Os versos da canção exaltam a grandiosidade e belezas do Brasil, por isso Barroso foi duramente criticado e acusado por alguns de ser simpatizante do regime ditatorial do presidente Vargas. Por sua letra ufanista, inaugurou um movimento conhecido como samba-exaltação. O samba desceu do morro e ganhou repercussão não só nacional, mas também internacional.

Se Ary Barroso era simpatizante ou não do ditador Getúlio Vargas não se pode afirmar, no entanto, sua canção é um contraste em relação ao regime político adotado entre os anos de 1937 a 1945, enquanto a canção exaltava as qualidades do Brasil, o país passava por um momento de sérias restrições democráticas, esse período da História brasileira ficou conhecido como Estado Novo.

Quando falamos em ditadura, logo vem em nossa mente o período compreendido entre 1964-1985, em que o poder foi tomado e exercido pelos militares por longos 21 anos, mas voltando alguns anos na nossa história vamos conhecer um pouco mais sobre o outro momento ditatorial vivido pelos brasileiros, a ditadura de Getúlio Vargas: o Estado Novo.

Governo Getúlio Vargas

Vamos entender como tudo começou: Getúlio Dornelles Vargas assumiu o poder em 1930 após o episódio conhecido como Revolução de 1930. O movimento foi liderado por um grupo de políticos insatisfeitos com a situação política da República Velha, em que as oligarquias cafeeiras paulista e mineira se alternavam no poder e governavam visando defender interesses próprios. Júlio Prestes o presidente eleito é impedido de assumir o poder e quem passa a governar em 1930 é Getúlio Vargas, assim chega ao fim a República Velha.

Vargas foi responsável por grandes transformações, foi um político inovador, alterou as estruturas econômicas e políticas do país. No período em que antecedeu o seu governo o Brasil passou por diversas crises econômicas, a base da economia era o café, o que gerava uma instabilidade devido as oscilações nos preços das sacas, ingleses e norte-americanos eram os principais compradores desse produto, dessa forma as crises internacionais também afetavam a economia cafeeira. Getúlio Vargas percebeu a necessidade do desenvolvimento industrial no Brasil.

Assim a economia agroexportadora foi dividindo espaço com a modernização e urbanização. A implantação de diversas leis trabalhistas, o desenvolvimento industrial e a criação de empresas estatais elevaram a popularidade do presidente.

De acordo com a Constituição de 1934, novas eleições deveriam ocorrer em 1938, e Vargas não poderia ser reeleito. No contexto internacional, o mundo vivia o período conhecido como entre guerras, em que regimes baseados em ideologias totalitárias ganhavam força, exemplo o nazi fascismo, entre uma de suas principais características está a perseguição aos comunistas.

Amedrontado com o crescente avanço de movimentos comunistas no Brasil, em 1937 Vargas revela a existência de um documento intitulado de “Plano Cohen”, este teria sido escrito pelo Partido Comunista Brasileiro e anunciava o início de um levante comunista com a finalidade de tomar o poder. Sendo assim, para” proteger a democracia” contra o “perigo vermelho” o presidente anuncia a Constituição de 1937(inspirada no fascismo). O Plano Cohen mais tarde seria desmascarado, foi elaborado pelo governo para justificar a instauração da ditadura.

A promulgação da Constituição de 1937 deixa clara a simpatia de Vargas com os regimes nazi fascistas, entre as primeiras ações tomadas pelo ditador estão o fechamento do Congresso Nacional e a suspensão de direitos políticos, partidos e organizações políticas também foram proibidos de atuar. No período houve um grande investimento em propaganda, o DIP-Departamento de Imprensa e Propaganda foi criado com o objetivo de propagar a ideologia do Estado Novo e promover Vargas através da exaltação de sua figura e suas realizações.

Principais Realizações de Getúlio Vargas

Apesar de todo autoritarismo, o presidente continuou com o seu projeto de modernização. Entre as principais realizações de Vargas nesse período podemos citar:

  • a fundação em 1941 da Companhia Siderúrgica Nacional;
  • criação em 1942 da Companhia Vale do Rio Doce;
  • sancionou em 1943 a lei que estabelece a CLT (Consolidação das Leis do Trabalho) ampliando assim os direitos dos trabalhadores;
  • em 1942 durante a Segunda Guerra Mundial o Brasil se aliou aos países que combatiam o nazi fascismo, o que chamou a atenção pela grande contradição, pois Vargas instituiu um regime político fortemente autoritário e baseado em uma constituição com características fascistas.

Um dos grandes inimigos de Getúlio Vargas era o comunista Luiz Carlos Prestes, sua participação no levante comunista de 1935 lhe renderiam dez anos de prisão e a deportação de sua mulher a judia Olga Benário para a Alemanha Nazista, onde foi executada em um campo de concentração no ano de 1942. O caso Olga até hoje repercute negativamente para a história política de Getúlio Vargas.

A medida que aumentava a repressão exercida pelo Estado Novo, crescia também os opositores e as críticas ao governo, de norte a sul ecoavam pedidos de redemocratização. Pressionado Vargas convocou eleições em 1945, mas continuava articulando medidas para permanecer na presidência. Foi obrigado a deixar o poder em outubro de 1945, seu sucessor foi o general Eurico Gaspar Dutra. A Era Vargas não terminaria aqui, Getúlio voltaria ao poder em 1951.

O Estado Novo é a comprovação de que Getúlio Vargas foi uma figura extremamente controversa, amado por uns e odiado por outros, não é por acaso que é considerado por muitos o mais importante presidente que o nosso país já teve. Foi um estadista.

Apesar das contradições é inegável a sua grande contribuição para o desenvolvimento econômico, político e social do Brasil. Seis décadas se passaram desde a sua trágica morte em 1954 e ainda usufruímos da herança deixada por ele.

Lorena Castro Alves
Graduada em Historia e Pedagogia

você pode gostar também
  1. Lucas Lemos Diz

    Getúlio nada mais foi do que um tirano, que deixou uma herança de miséria que vemos até hoje no Brasil.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.