Estudo mostra que gatos sabem os nomes dos seus donos e de outros gatos

Ao contrário do que muitos pensam, aparentemente os gatos criam laços profundos com seres humanos.

Os gatos são animais que levam a fama de serem frios e não se conectarem com seres humanos ou outros bichanos. No entanto, um estudo japonês mostrou que os gatos sabem os nomes dos donos e também de outros felinos com quem convivem.

Leia mais: Brasileiro desenvolve aplicativo para ajudar a encontrar cães e gatos perdidos

Gatos são animais que prestam muita atenção ao que ouvem

O trabalho foi publicado no jornal Scientific Reports. Entre os achados da pesquisa, está a descoberta de que os gatos são capazes de reconhecer tanto o seu nome, quanto dos seus tutores e também de outros felinos que convivem com eles.

Como os cientistas chegaram a essa conclusão?

Os pesquisadores decidiram estudar gatos que viviam juntos em residências e em “cafés de gatos”, estabelecimentos bastante comuns no Japão, onde existem vários gatos e os clientes interagem com eles.

Durante o período de testes, os pesquisadores apresentaram a imagem de um gato familiar para eles, chamado de “gato modelo” e enquanto a imagem era mostrada, havia uma gravação de voz do tutor com o nome do gato modelo ou algum nome diferente.

Ao longo do experimento, a equipe notou que os gatos que residem em casas passaram mais tempo encarando a tela quando um nome diferente era falado. A partir disso, surgiu a hipótese de que eles ficavam intrigados devido à incompatibilidade entre o que ouviam e viam.

Como descobriram que eles podem reconhecer os nomes dos humanos com quem convivem?

Os pesquisadores realizaram um segundo experimento, no qual apresentaram imagens de humanos em vez de gatos. Assim como no primeiro teste, havia uma gravação com o nome das pessoas, e os cientistas repararam que novamente os gatos passavam mais tempo olhando a tela quando um nome diferente era dito.

Dificuldades para realizar o estudo

Uma das dificuldades para a realização do estudo foi devido às tentativas de escapar dos gatos. Houve, inclusive, um animal que só completou o primeiro teste, sendo que depois conseguiu escapar da sala e saiu do alcance dos pesquisadores.

Ainda há questões a serem esclarecidas

Como conclusão, os autores ressaltam que os gatos parecem realmente associar os nomes e rostos de outros gatos e de humanos. Contudo, a forma como eles realizam essa associação nos seus ambientes de vida ainda não está totalmente clara. Por isso, serão necessárias novas análises.

você pode gostar também

Comentários estão fechados.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More