Os melhores filmes para estudar a Guerra Fria

Parte importante da história, a Guerra Fria é um tema complexo. Fizemos uma seleção com os melhores filmes para entender seu contexto e auxiliar nos estudos.

0

A Guerra Fria, em síntese, constituiu uma luta ideológica entre o capitalismo representado pelos Estados Unidos e o comunismo da União Soviética. Ambos disputavam a soberania mundial, embora não tenham se enfrentado diretamente sem seus territórios, daí o nome do conflito.

Logo após o fim da Segunda Guerra (1939-1945), quando terminaram as negociações entre os países vencedores, a Europa viu-se dividida em dois polos opostos: a parte oriental, ocupada pelos soviéticos e a parte oriental, influenciada pelos Estados Unidos.

As duas tinham como objetivo estender, ao máximo, a influência sobre as demais nações. Para concretizar o desejo, envolveram-se de forma direta ou indireta nos assuntos internos de vários países.

Alguns acontecimentos da Guerra Fria

Em 1949, no contexto da Guerra Fria, foram criados dois blocos de alianças político-militares: a Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) e o Pacto de Varsóvia.

Enquanto a primeira foi composta inicialmente pelos Estados Unidos e vários aliados, a segunda teve como protagonistas a União Soviética e demais países do bloco socialista.

No início da década de 60, dois acontecimentos acirram as tensões internacionais: a construção do Muro de Berlim, em 1961 e a Crise dos Mísseis, em 1962. O muro dividiu a cidade alemã de Berlim, entre Berlim Oriental e Berlim Ocidental.

A crise dos mísseis aconteceu quando a União Soviética demonstrou interesse em instalar bases para lançamento de mísseis em território cubano. Como resposta, os estadunidenses decretaram um bloqueio naval sobre Cuba. Naquele momento, o mundo via as chances reais de uma terceira guerra mundial.

O fim da Guerra Fria aconteceu em 1989, após negociações firmadas entre Ronald Reagan e Mikhail Gorbachev.

Filmes sobre a Guerra Fria

Esse período de tensão mundial compreende pouco mais de 40 anos da história do século XX. A série de conflitos e demais acontecimentos motivados pela busca da supremacia mundial inspirou dezenas de obras cinematográficas. Selecionamos os melhores filmes para estudar a Guerra Fria.

1. Adeus, Lênin (2003)

A obra genial de Wolfgang Becker retrata os momentos finais da Guerra Fria, em especial, o desmantelamento da União Soviética, a queda do muro de Berlim e a reintegração das Alemanhas Oriental e Ocidental. Adeus, Lênin é muito preciso ao retratar de forma leve com era a vida das pessoas comuns durante a separação do país.

2. Ponte dos espiões (2015)

Uma clássico filme de espionagem que se passa durante a Guerra Fria. Dirigido por Steven Spielberg a trama é baseada no acidente com o avião U2 em 1960. Na história, um advogado aceita uma tarefa que foge completamente da sua rotina. A missão de defender um espião soviético capturado pelos estadunidenses. Sem nenhuma experiência na área, ele é enviado a Berlim com o objetivo de trocar o agente duplo por um prisioneiro americano que estava sob poder dos inimigos.

3. 13 Dias que Abalaram o Mundo (2000)

Estrelado por Kevin Costner, o filme narra o período de 13 dias que ficou conhecido como Crise dos Mísseis, em 1962. O longa percorre desde o momento em que o presidente estadunidense John Kennedy descobre que as bombas estavam sendo levadas para Cuba, até o momento final da crise. O momento era delicado, uma vez que a partir de uma simples ordem de abrir fogo contra a União Soviética, o mundo estaria diante da terceira guerra mundial.

4. Intriga internacional (1959)

Um publicitário é confundido com um agente secreto e se envolve em uma perigosa rede de espionagem. Acusado de assassinato, além de tentar fugir da polícia e dos criminosos que estavam a sua procura, ele ainda tentava provar sua inocência. O suspense e aventura do filme captam o espectador do início ao fim.

5. Dr. Fantástico (1964)

Dirigido pelo aclamado Stanley Kubrick, a sátira política e militar, Dr. Fantástico, com seu tom de ironia e estereótipos, tornou-se um clássico do cinema mundial. Um general insano acredita cegamente em uma conspiração comunista, e dá ordens para bombardear a Rússia, dando início a uma guerra nuclear. Por outro lado, o presidente dos Estados Unidos e o pentágono tentam a todo custo parar o processo.

6. Limite de Segurança (1964)

Tendo Henry Fonda com um dos protagonistas, o filme, apesar de fictício, ilustra de maneira muito apropriada o clima da corrida entre Estados Unidos e União Soviética pela hegemonia mundial. Na narrativa, o erro de um computador do órgão estratégico de defesa nuclear estadunidense pode piorar ainda mais essa relação. A falha envia uma frota de aviões munidos de duas bombas atômicas para destruir a cidade de Moscou. Os russos, por outro lado, prometem dizimar Nova York, caso isso se concretize. O objetivo, então, é frear o ataque antes que o pior aconteça.

7. Boa Noite e Boa Sorte (2005)

Dirigido e estrelado por George Clooney, o filme trata da doutrina proposta pelo senador Joseph McCarthy, o Macartismo. Em meados da década de 50, por conta da ameaça comunista aos Estados Unidos, os cidadãos norte-americanos começaram a ficar paranóicos. Essa doutrina incentivava qualquer pessoa a denunciar comportamentos suspeitos. Em uma atmosfera de medo e insegurança, muitos artistas e jornalistas foram perseguidos em uma verdadeira “caça às bruxas”.

8. A Vida dos Outros (2006)

A Vida dos Outros é um filme alemão, dirigido por Florian von Donnersmarck e que levou o Oscar de melhor filme estrangeiro em 2007. A obra narra como a Alemanha Oriental era vigiada durante todo o decorrer do regime comunista. A trama se desenvolve a partir do impasse de um agente que fica encarregado de vigiar um dramaturgo acusado de conspiração.

9. O Espião que Veio do Frio (1965)

O suspense adaptado da obra de John Le Carré e protagonizado por Richard Burton é pano de fundo para a história de um espião britânico que é enviado à Alemanha Oriental para coletar dados. Embora as informações comecem a surgir, rapidamente o espião percebe que seus companheiros desconfiam que ele é um agente duplo.

10. Topázio (1969)

Do ilustre diretor britânico Alfred Hitchcock, Topázio também é baseado na Crise dos Mísseis. A narrativa retrata a contratação de um espião francês por um agente norte-americano para averiguar a instalação dos mísseis da União Soviética em Cuba. Cabe a ele descobrir todos os detalhes da rede de espionagem Topázio, infiltrada na Otan. No decorrer do filme, além do suspense característico do diretor, há muitas mortes e traições.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.