12 Filmes sobre consumismo

Confira obras que retratam questões relacionadas à economia e ao consumo sob diversas perspectivas.

0

Quem nunca se sentiu realizado ao comprar algo que desejava muito? A sensação de conquista, de fato, é indescritível. Mas, e quando a relação com o consumo passa a ser algo prejudicial?

Filmes de ficção, como “Os delírios de consumo de Becky Bloom” e documentários como “A história das coisas” promovem importantes reflexões sobre como o consumismo pode ter impactos negativos na vida dos indivíduos, sociedades inteiras e no meio ambiente. Veja as nossas sugestões de filmes sobre consumismo.

1 Os delírios de consumo de Becky Bloom (2009)

Impossível falar de filmes de consumismo sem se lembrar da comédia romântica “Os delírios de consumo de Becky Bloom”. Baseado na série de livros de Sophie Kinsella, o longa é um retrato fidedigno da quantidade de problemas que uma pessoa viciada em compras pode adquirir.

2 Psicopata americano (2000)

Vaidoso, ambicioso, invejoso, sádico e consumista são adjetivos que definem bem o protagonista do filme “Psicopata Americano”, um verdadeiro clássico do início dos anos 2000. Baseado no romance de Bret Easton Ellis, o longa tem um elenco de peso, que inclui Christian Bale, Willem Dafoe, Jared Leto e Reese Witherspoon.

O tema central, obviamente, é o distúrbio mental de Patrick Bateman, personagem central da trama. Contudo, há várias críticas em relação ao capitalismo, incluindo a forma com o protagonista usa seus itens de luxo para se satisfazer.

3 As patricinhas de Beverly Hills (1995)

Apesar de ser repleto de estereótipos, é um dos filmes mais aclamados pelos adolescentes dos anos 90. Com vários personagens jovens e ricos que protagonizam inúmeras cenas de consumo, uma das principais mensagens transmitidas pela história é a sensação errônea de que o consumismo pode ser a solução de muitos problemas.

4 The Girl From Monday (2005)

Dirigido pelo norte-americano Hal Hartley, o filme se passa em um futuro próximo, onde a lei do mercado prevalece no mundo e os consumidores são tratados como verdadeiros reis. Além disso, as pessoas são avaliadas de acordo com seu desempenho sexual. A grande curiosidade da trama é que, ao mesmo tempo que Jack Bell cria as ideias, ele lidera o movimento de resistência contra elas.

Clube da Luta (1999)

Um dos maiores clássicos do cinema mundial. Clube da Luta é um marco em diversos sentidos. O filme de David Fincher, vai muito além da abordagem da esquizofrenia, retratando questões de consumismo e a relação das pessoas com aquilo que elas possuem.

5 A história secreta da obsolescência programada (2010)

O documentário trata de uma importante questão, diretamente relacionada ao consumismo. A obsolescência programada, que dá título à obra, consiste na prática, adotada pelos fabricantes dos mais diversos produtos, de estipular prazo de validade para bens duráveis. Isso faz com que a vida útil das coisas seja cada dia menor, gerando graves consequências aos seres humanos e meio ambiente.

6 Na roda da fortuna (1994)

Na roda da fortuna (1994)

A comédia dirigida pelos irmãos Coen é um retrato do “American way of life”. O presidente de uma grande empresa comete suicídio e por conta das armações de um dos donos, que pretendia baixar o preços das ações da companhia, um atrapalhado mensageiro acaba por assumir a presidência.

O que sabotador não previa é que, ele teria uma brilhante ideia, responsável por provocar uma enorme onda de consumismo entre os estadunidenses, o bambolê.

7 Surplus (2003)

O sueco Erik Gandini, responsável pela direção do documentário, rodou o mundo para mostrar como o excesso de consumo está presente em diversas nações, causando grandes danos para várias sociedades.

8 A história das coisas (2007)

O documentário promove uma importante reflexão sobre questões que, na maioria das vezes, nem passam pela cabeça dos consumidores. “A história das coisas” detalha os cincos estágios da economia: extração, produção, distribuição, consumo e descarte. E não é só isso, analisa os impactos que elas podem causar nos seres humanos, natureza e sociedades.

9 O preço do amanhã (2011)

O filme protagonizado por Justin Timberlake e Amanda Seyfried se passa em um futuro distópico onde as pessoas param de envelhecer aos 25 anos. O tempo vira uma moeda de troca e todos passam a ter um relógio biológico no braço, negociando os dias e anos de vida que ainda lhes restam. Além de ser uma questão de sobrevivência, os indivíduos usam o tempo para obter itens de Luxo.

10 Criança, a alma do negócio (2008)

Desde 2017 o Brasil proíbe a publicidade dirigida a crianças menores de 12 anos. Entretanto, durante muitos anos a indústria publicitária voltada aos pequenos foi muito lucrativa. Afinal de contas, convencer uma criança, teoricamente, é muito mais fácil do que convencer um adulto. O filme brasileiro mostra como as crianças foram impactadas por esse tipo de publicidade e quais foram os danos causados por ela.

11 Ilha das flores (1989)

Ilha das Flores é um curta brasileiro produzido na cidade de Porto Alegre, Rio Grande do Sul, pelo cineasta Jorge Furtado. Considerado um clássico, o filme usa uma linguagem ácida para nos fazer refletir sobre as relações desiguais que a economia gera nos seres humanos. É considerado pela Associação Brasileira de Críticos de Cinema (Abraccine) como um dos 100 melhores filmes brasileiros de todos os tempos.

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.