Gastrite – O que é, causas, sintomas, tratamento, prevenção e diagnóstico

A gastrite é uma doença estomacal que geralmente se manifesta através de queimações no estômago ou enjoos. Saiba as causas, os sintomas, o diagnóstico, tratamento e como prevenir a doença.

0

A gastrite é uma inflamação nas paredes do estômago que geralmente se manifesta através de queimações ou enjoos. A doença possui dois tipos: gastrite aguda, que dura pouco tempo e a gastrite crônica, que pode durar até anos.

Uma das principais causas da gastrite é uma bactéria, chamada Helicobacter pylori, que se implanta na camada mucosa do estômago, ou seja, no seu revestimento. O micro-organismo pode contaminar tudo o que for ingerido pela pessoa.

A doença pode ser prevenida através da alimentação, ou seja, tentar ao máximo diminuir o consumo de alimentos considerados ácidos e evitar ficar muito tempo em jejum. Também evitar a automedicação.

Causas da gastrite

Com dito antes, a gastrite pode ser causada pela bactéria chamada Helicobacter pylori. Esta se implanta no revestimento do estômago e pode contaminar tanto líquidos quanto bebidas ingeridas pelo humano.

Helicobacter Pylori
Helicobacter pylori

Além disso, a alimentação inadequada e a automedicação (principalmente com anti-inflamatórios) também auxilia para a doença. Assim como o estresse, que causa uma agitação emocional e consequentemente, maior liberação de cortisol e adrenalina. Esses hormônios fazem com que a fabricação de ácidos do estômago seja maior.

Sintomas da gastrite

Os sintomas da gastrite são:

  • Queimação no estômago;
  • Enjoos;
  • Perda de peso;
  • Falta de apetite;
  • Dores de barriga.

Prevenção

A gastrite pode ser prevenida com uma alimentação mais saudável, buscando evitar o consumo de alimentos ácidos, principalmente picantes ou álcool. Os alimentos muito gordurosos também entram na lista, assim como o próprio leite puro.

Muito tempo sem se alimentar também é um risco, pois isso faz com que o ácido gástrico se acumule e consequentemente machuque a parede do estômago. Comer devagar é o ideal, pois a mastigação poupa o estômago de fazer muito esforço.

A automedicação também é perigosa, principalmente com anti-inflamatórios.

Diagnóstico

Se as dores no estômago permanecerem por mais de duas semanas, é importante buscar um profissional, o qual fará uma endoscopia (exame realizado com uma microcâmera, que entra através da boca do paciente até o estômago, e procura alguma inflamação ou bactéria).

Para saber se a bactéria Helicobacter pylori está alojada ali, uma biópsia é realizada.

Tratamento da gastrite

O primeiro passo fundamental para o tratamento da gastrite é a reeducação alimentar. Além disso, o médico pode indicar alguns antibióticos e antiácidos.

Caso a gastrite tenha sido causada pela bactéria Helicobacter pylori, apenas os antibióticos podem cessá-los e ainda em revezamento, pois a bactéria é muito resistente.

Após a realização do tratamento, um teste com a liberação de ar dos pulmões é feito. Isso verifica se ainda existe a presença do micro-organismo. Caso este não tenha sido exterminado, outros tratamentos devem ser feitos.

Durante o tratamento, bebidas gasosas ou alcoólicas e alimentos muito gordurosos devem ser evitados, até que toda a parede estomacal seja regenerada.

Veja também:

PUBLICIDADE

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.