Governo agora libera benefício para crianças e adolescentes

Para ter direito ao BPC, é necessário que a renda por pessoa do grupo familiar seja igual ou menor que ¼ do salário mínimo.

O Governo Federal disponibiliza para crianças e adolescentes uma ajuda em dinheiro por meio do Benefício de Prestação Continuada (BPC), que agora pode garantir aos menores de 16 anos o pagamento de um salário mínimo (R$ 1.212). No entanto, para receber o recurso, será necessário cumprir os requisitos exigidos pelo INSS (Instituto Nacional do Seguro Social). Confira mais informações!

Leia mais: Tudo o que você precisa saber sobre Benefício de Prestação Continuada (BPC)

O que é esse benefício?

O Benefício de Prestação Continuada (BPC), previsto pela Lei Orgânica da Assistência Social (LOAS), é uma garantia de salário mínimo mensal para idosos com mais de 65 anos ou para pessoas com deficiência, independentemente da idade.

Neste último caso, a condição deve causar alguma deficiência de longo prazo (afetando por pelo menos 2 anos), seja ela física, mental, intelectual ou sensorial, que as impeça de participar plena e efetivamente da sociedade comparado com os demais indivíduos.

No entanto, o BPC não é uma aposentadoria. Porém muitos ainda ficam na dúvida se, para obtê-lo, é preciso contribuir com o INSS. Diferentemente dos benefícios previdenciários, o BPC não paga 13º salário, nem deixa pensão por morte.

Para receber o BPC, há a necessidade de ter contribuído com o INSS?

Por se tratar de um benefício voltado para a assistência social, a resposta é não. Para ser elegível ao BPC, a pessoa não precisa contribuir ou ter contribuído para a Previdência Social. Além disso, também não se trata de uma aposentadoria.

Uma vez analisadas as condições da família beneficiária, ela passará a receber o valor de R$ 1.212 como benefício. Vale destacar que o valor acompanha o salário mínimo e muda a cada ano após ajustes no resultado final.

Liberado para crianças e adolescentes

Em suma, este benefício destina-se a crianças e jovens com deficiência, mas também a quem se encontre nas condições de pré-requisitos do benefício, independentemente da sua idade. No entanto, os idosos vulneráveis com 65 anos ou mais também podem pedir por essa ajuda.

você pode gostar também

Comentários estão fechados.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More