Governo modifica sistema de acesso do DGP, Currículo Lattes e PICC

Mudança deixou pesquisadores com medo de um novo apagão nessas plataformas.

No dia 16 de maio, o governo federal anunciou que irá realizar algumas modificações no sistema de acesso do Diretório de Grupos de Pesquisa (DGP), Currículo Lattes e Plataforma Integrada Carlos Chagas (PICC). Segundo o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, o objetivo é possibilitar o acesso por meio do site do governo, o Gov.br.

Leia também: Conheça os 3 melhores serviços do Gov.br

“Será criada, apenas, uma nova alternativa de Login para esses usuários. Não haverá qualquer mudança interna aos sistemas ou às suas bases de dados que, atualmente, são replicadas e possuem várias cópias de segurança em diferentes dispositivos de armazenamento. Será implementada, também, uma nova interface para o Login do CNPq, com o objetivo de ampliar a segurança no acesso aos sistemas”, disse o comunicado da plataforma.

Um exemplo que pode ser conferido é o da plataforma Lattes. Nesta nova versão de entrada, ela é semelhante aos demais sites do governo. O CNPq, de igual forma, foi modificado, fornecendo a opção de inserir o CPF. Contudo, para aqueles que são estrangeiros e não possuem o documento, ainda será possível acessar através do e-mail.

Apagão

Algo que constantemente perturbava os pesquisadores era a possibilidade de ocorrer um apagão no novo sistema do Lattes, como o ocorrido no ano anterior, em meados de julho e agosto. Na ocasião, a plataforma simplesmente ficou inacessível por cerca de duas semanas.

A fim de não permanecerem no prejuízo, caso ocorra novamente, os pesquisadores sugeriram salvar os currículos em documentos para que as informações adquiridas não fossem completamente perdidas. “Faça cópia de seu currículo Lattes hoje. Amanhã o sistema do CNPq vai mudar. Faça cópia em Word, se conseguir”, apontou a pesquisadora Debora Diniz.

você pode gostar também

Comentários estão fechados.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More