Insulina

A insulina é um hormônio secretado pelo pâncreas responsável pelo controle da glicemia.

0

A insulina é um hormônio responsável pelo controle da glicemia nos seres humanos. A deficiência desse hormônio pode causar problemas graves como a diabetes.

Veja abaixo como ele é produzido e utilizado em nosso corpo.

O que é insulina?

A insulina é um hormônio secretado pelo pâncreas de duas maneiras:

  • Basal que garante a manutenção da insulina em baixas quantidades no sangue o tempo todo. É essa insulina basal que garante que o funcionamento normal de todas as células do corpo, liberando pequenas quantidades de glicose para que elas se mantenham metabolicamente ativas.
  • Bolus que é a insulina secretada em grandes quantidades quando há um aumento de açúcar muito grande no sangue, como após as refeições, por exemplo.

Função da insulina

A função da insulina é reduzir as taxas de glicose no sangue, através da entrada das moléculas de glicose nas células.

A insulina também é peça fundamental para a produção de proteínas e metabolismo de gorduras (lipídeos).

Como a insulina age no corpo?

As membranas plasmáticas das células do corpo humano não são permeáveis a glicose. A insulina, com ajuda de proteínas transportadoras GLUT1 e GLUT7, são quem promovem essa entrada.

A insulina realiza o sequestro das moléculas de glicose no sangue, leva até a proteína transportadora que está acoplada a membrana plasmática e é essa proteína que transporta a molécula de glicose para dentro da célula.

É por isso que quanto maior a quantidade de insulina no corpo, mais rápida a glicose é retirada do sangue, ou seja, a taxa de glicemia é diminuída.

Problemas que a produção anormal de insulina pode causar no corpo

Quando o pâncreas secreta insulina em quantidades anormais, seja para mais ou para menos, isso gera grandes problemas para o corpo.

Se a quantidade de insulina secretada for muito superior ao necessário, o indivíduo terá o que chamamos de hipoglicemia, ou seja, terá suas taxas de glicose tão diminuídas que poderá entrar em colapso, causando desmaios e até mesmo o coma.

Já se a quantidade de insulina estiver insuficiente, irá ocorrer o acúmulo de glicose no sangue, causando a hiperglicemia, doença chamada diabetes mellitus. Nesse caso, faz-se necessária a administração de insulina sintética e controle da ingestão de alimentos ricos em carboidratos.

Aplicações da insulina

A insulina é utilizada como precursor do metabolismo de carboidratos. Sua principal aplicação é para controle dos índices glicêmicos e lipídicos do corpo.

Veja também:

PUBLICIDADE

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.