Magma

O planeta está constantemente absorvendo rochas e devolvendo-as à litosfera (ou, às vezes, direto à crosta), as fundindo e as resfriando

0

Magma é como se denomina a rocha fundida. Quando expelido por um vulcão, o magma geralmente está entre as temperaturas de 700 e 1200 ºC, mas ele pode atingir os 1600 ºC. É o resfriamento do magma que produz as rochas vulcânicas, como o basalto, andesito, dacito, o fonolito, e outros.

Erupções vulcânicas

Existem diversos tipos de erupção que dependem (entre outras coisas) da quantidade de vapores que o magma tem dissolvido em sua composição.

A maior parte do magma é composto por sílica (silício e oxigênio), mas também se encontram nele íons metálicos, cristais e diversos compostos voláteis contendo enxofre e gases. O magma passa a se chamar lava nas ocasiões das erupções vulcânicas.

A sílica aprisiona melhor os gases em expansão e uma maior proporção de sílica significa que a lava será mais viscosa. No evento de erupções vulcânicas, os gases se expandem à medida em que se aproximam da superfície por conta da diminuição da pressão.

Pode acontecer uma erupção explosiva caso haja acúmulo de gases e sua liberação aconteça de forma repentina. Do contrário, se os gases escaparem de forma lenta e gradual, pode ocorrer uma erupção efusiva.

Origem do magma

O magma é criado pela entrada da rocha em regiões como a astenosfera, onde a temperatura é alta o suficiente para as liquefazer (o gradiente geotérmico médio é de 25 °C/km, o que significa que abaixo da superfície, aumentam-se 25 ºC para cada quilômetro de profundidade).

As zonas de subducção, onde uma placa tectônica desliza para baixo de outra, são um exemplo desse fenômeno.

Rochas ígneas

As rochas ígneas, frutos do resfriamento magma, podem ser intrusivas ou extrusivas. São chamadas de intrusivas se cristalizarem-se no interior da crosta terrestre. Essa solidificação em profundidade acontece quando o magma se infiltra nas rochas adjacentes, dando origem a formações geológicas como diques e soleiras.

Quando o magma superficial se esfria rapidamente em contato com a atmosfera, dá origem a rochas extrusivas.

Essa distinção é importante porque, quando a variação da temperatura é abrupta (no caso das rochas íneas extrusivas), não há desenvolvimento de grandes cristais, portanto, a formação cristalográfica dessas rochas é diferente.

Não confunda

Um equívoco comum é o de que todo o manto terrestre seria feito de magma. Isso não é verdade. O magma é rocha fundida, já a maior parte do manto terrestre é formado por rochas em um estado chamado reodo (rheid, em inglês), que é um sólido viscoso.

Enquanto o magma se forma em regiões de altas temperaturas e baixas pressões, como as câmaras magmáticas, situadas entre 15 e 150 km de profundidade, o reodo se forma em altíssimas pressões e profundidades muito maiores. O magma pode se formar no manto, mas nem todo manto se encontra em estado de magma.

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.