Meios ópticos – Transparentes, opacos e translúcidos

Os meios ópticos se referem à forma como a luz interage com alguns meios. Estes podem ser classificados como transparentes, opacos e translúcidos.

0

Quando os meios ópticos interagem com a luz, podem ser classificados como transparentes, opacos e translúcidos. Esses meios podem ser de diversos tipos de materiais, como vidro, água ou tijolo, por exemplo.

Os meios transparentes se referem ao que é considerado transparente ou vácuo. Os meios translúcidos são referentes a meios onde a luz não consegue passar com tanta facilidade. Já os meios opacos, são onde a luz não se propaga.

Meios transparentesMeio transparente

Os meios transparentes são referentes a meios onde a luz tem muita facilidade em percorrer. Dessa forma, a luz passa no meio de forma regular. Como exemplo de meios transparentes, pode-se citar:

  • Água;
  • Vidro;
  • Ar;
  • Papel Celofane.

Meios TranslúcidosMeio translúcido

Os meios translúcidos fazem com que a luz percorra de forma mais irregular. Dessa forma, não é possível enxergar com clareza os objetos através desse meio. Como exemplo de meios transparentes, pode-se citar:

  • Vidro fosco;
  • Papel vegetal;
  • Nuvens;
  • Sacola plástica.

Meios Opacosmeio opaco

Os meios opacos são onde a luz não se propaga. Quando a luz é absorvida por esses meios, é transformada em outra energia. Confira alguns exemplos de Meios Opacos:

  • Papelão;
  • Madeira;
  • Tijolo;
  • Metálica.

Leia também: O que é Física Quântica? Origem, conceito e pensadores

PUBLICIDADE

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.