Mitose

0 41

O ciclo de uma célula compreende o período em que ela é formada até a divisão dela mesmo em duas células filhas. Essa divisão celular é composta basicamente por duas etapas: a divisão do núcleo, conhecida como mitose e, a divisão do citoplasma, conhecida como citocinese. A mitose é uma divisão celular complexa, composta por muitas fases.

Por muitos anos, os cientistas pensavam que essas fases eram precedidas pela intérfase. A intérfase é a fase entre duas divisões celulares consecutivas, onde a célula não apresenta mudanças morfológicas. Ela já foi considerada uma fase de repouso durante a divisão celular, hoje sabe-se que ela é uma fase de alta atividade biosintética, em que a célula dobra de tamanho e duplica seu DNA. A intérfase é representada por três estágios:

  • G1: período entre o final da mitose e o início da síntese. Ocorre síntese de RNA, produção de proteínas, enzimas e a célula aumenta seu tamanho.
  • S: duplicação do DNA
  • G2: período entre o final da síntese e início da meiose. Essa fase é semelhante ao G1, porém aqui o DNA já está duplicado.

Após a intérfase, a mitose ocorre em células diploides e o número de cromossomos da célula mãe é preservado nas duas células filhas, que são idênticas a primeira. A mitose é dividida em quatro fases: prófase, metáfase, anáfase e telófase.

Prófase

Ocorre a espiralização dos cromossomos duplicados na intérfase. Com a paralisação do mecanismo de síntese, o nucléolo começa a desaparecer, logo depois os centríolos são duplicados e migram para os polos da célula e criam as fibras do fuso a partir de centrossomos, essa etapa é conhecida como “fuso mitótico”.

O núcleo aumenta seu volume pois absorve muita água e a carioteca se desorganiza. Pequenas fibras do fuso mitótico unem-se aos centrômeros (ponto de intersecção dos braços dos cromossomos), dessa forma, cada cromátide irmã fica ligada a um polo da célula.

Metáfase

Metáfase
Metáfase

Nessa fase acontece a total desfragmentação da carioteca. Sua principal característica é a presença da “placa equatorial”, fase em que os cromossomos estão dispostos no centro da célula. Para que isso ocorra, os cromossomos atingem o grau máximo de espiralização, se unem com as fibras do fuso através dos centrômeros.

Anáfase

Anáfase
Anáfase

É nessa fase que ocorre a separação. Para que essa separação seja possível, as fibras do fuso se encurtam e cada cromátide é puxada para um lado da célula e passam a ser, cada uma, um cromossomo independente.

Telófase

Agora que os cromossomos já estão próximos aos polos, as cromatinas começam a se desenrolar, os nucléolos voltam a aparecer nos locais dos novos núcleos, cada célula filha reorganiza sua carioteca.

O processo de divisão celular é finalizado com a citocinese, que nada mais é que o nome dado a separação das duas novas células, ela é a divisão do citoplasma entre essas células. Essa divisão citoplasmática é iniciada na anáfase e é finalizada após a telófase.

Denisele Neuza Aline Flores Borges
Bióloga e Mestre em Botânica

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.