Nasa abre processo seletivo para astronautas: Veja como participar

Cidadania americana, formação acadêmica científica e experiência profissional são requisitos para candidatura ao processo seletivo para astronautas da Nasa.

0

Você sempre sonhou em ser um astronauta? Então, agora é a sua chance! A Nasa, Agência Espacial Americana, está em busca de novos integrantes.

O intuito da agência é enviar a primeira mulher, e demais homens, à Lua em uma missão prevista para daqui quatro anos, em 2024. Seria essa a estreia de uma mulher, após mais de meio século da chegada de um homem à superfície lunar?

Se estiver interessado em ser um novo integrante das missões espaciais, fique de olho no processo seletivo que será aberto entre os dias 2 e 31 de março.

“Desde os anos 1960, a Nasa selecionou 350 pessoas para treiná-las como candidatas a astronautas para suas missões cada vez mais desafiadoras de exploração espacial”.

“Com 48 astronautas no corpo ativo, mais deles serão necessários para equipar aeronaves rumo a múltiplos destinos e para propelir a exploração como parte das missões (do programa espacial) Artemis e além”, divulgou a agência em um comunicado.

Quais os pré-requisitos para se tornar um astronauta?

O primeiro dos requisitos para se tornar um astronauta é de que o candidato deve, obrigatoriamente, ter cidadania americana. Ou seja, ele deve ter nascido nos Estados Unidos ou possuir dupla cidadania.

Outra exigência é quanto a formação. É necessário ter formação acadêmica científica, mestrado ou doutorado nas áreas de ciências biológicas, ciências da computação, ciências física, matemática, entre outras. Há o interesse também por profissionais com o título de doutorado em medicina ou osteopatia.

Porém, só a educação formal não basta. São exigidos dois anos de comprovação de experiência profissional na área de atuação, ou o mínimo de mil horas de voo como piloto principal de uma aeronave.

Como é o processo seletivo?

PUBLICIDADE

Após a etapa de inscrição online, os candidatos pré-selecionados precisam fazer um exame físico.

Buzz Aldrin andando na Lua
Buzz Aldrin andando na Lua, em 20 de julho de 1969. (Foto: BBC News)

Logo em seguida, são exigidos dois anos de treinamento e avaliação. Na ocasião, os candidatos passam por aprimoramento profissional em diferentes áreas, como sobrevivência militar em ambientes aquáticos, robótica e fundamentos básicos do idioma russo.

Aqueles que não conseguirem finalizar o treinamento podem não se tornar astronautas, mas há chance de serem selecionados para outros cargos na Nasa, comenta a agência.

O que acontece caso não me encaixe nas exigências?

Ainda que não cumpra os requisitos básicos para se candidatar ao processo seletivo da Nasa, há outras chances de viajar para o espaço.

Mesmo que mais da metade dos astronautas (151 de 239) a integrar a Estação Espacial Internacional tivessem cidadania americana, muitos outros de demais regiões do mundo também conseguiram chegar lá.

O Brasil, por exemplo, enviou à estação, em 2006, o atual ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Marcos Pontes.

E, caso o recurso financeiro não seja um obstáculo, a Virgin Galactic possui como objetivo, até o final de 2020, ser a empresa privada pioneira a levar turistas ao espaço.

*Com informações de BBC News

Veja também: Apollo 11 – A primeira vez que o homem pisou na lua

PUBLICIDADE

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.