Concorrentes cutucam Netflix após anúncio de reajuste nas mensalidades

Amazon Prime e HBO Max incentivam o compartilhamento de contas, diferentemente da concorrente.

Na última semana, a Netflix anunciou o aumento dos valores de seus planos de assinatura. Na versão mais cara, o usuário agora passará a pagar R$ 55,90. O reajuste já começou a ser repassado para os novos usuários do streaming. O recente anúncio gerou burburinhos entre as concorrentes da marca.

Leia também: Lançamentos Amazon Prime Video entre 15 e 25 de julho

Um dos pontos mais utilizados para as “cutucadas” foi o fato da Netflix ser contra o compartilhamento de acessos. Diferente das concorrentes, a empresa não apoia que um login seja divido com mais pessoas.

Em março de 2021 a Netflix lançou um recurso visando coibir essa prática, inclusive. Uma mensagem aparece na tela da pessoa que tenta acessar a plataforma pela conta de outro usuário.

“Se você não mora com o dono dessa conta, você precisa da sua própria conta para continuar assistindo”, diz a mensagem. Por enquanto, essa novidade continua em testes e ainda não há confirmação sobre sua oficialização.

Cutucadas

A HBO Max publicou a seguinte mensagem sobre os reajustes da Netflix:

“Gente, vocês pagam serviços de streaming sozinhos? Não dividem com ninguém? Exemplo: uma paga Netflix e outro paga HBO Max, mas compartilham a senha pra ambos usarem”. Logo em seguida, ela própria respondeu:

“Não é proibido dividir sua conta com seus amigos, família ou conhecidos. Por isso mesmo que o ‘Multitelas’ tem 5 perfis diferentes e a possibilidade de 3 streamings simultaneamente”, afirmou o HBO Max.

A Amazon Prime Video, por outro lado, alfinetou a concorrente nos trending topics. Várias vezes os dizeres de boas-vindas aos “novos assinantes” entraram no top.

Reajuste Netflix

Desde 2019, a mensalidade da Netflix não sofria reajustes. Em contrapartida, as produções autorais e as reproduções autorizadas aumentavam em volume e qualidade. Esta é a justificativa da empresa para explicar o motivo do aumento da tarifa.

Em nota, a Netflix diz que “continuaremos oferecendo os melhores conteúdos, entre filmes e séries, além de uma vasta variedade de gêneros […]. Oferecemos diversos planos, a partir de R$25,90 por mês, para que as pessoas possam escolher um preço dentro de suas necessidades”.

Apesar da parcela de R$ 55,90 assustar os assinantes, ela será a mais cara dentro dos serviços. O plano básico continuará com um valor mais acessível, sendo o que teve o menor reajuste de todos. As porcentagens de aumento variam entre 18,2% e 21,7%.

Confira a tabela de preços anunciadas pela Netflix recentemente

– Plano Básico: R$ 25,90 (o preço anterior era de R$ 21,90). O aumento sofrido foi de 18,2%;

– Plano Padrão: R$ 39,90 (o preço anterior era de R$ 32,90). O aumento sofrido foi de 21,2%;

– Plano Premium: R$ 55,90 (o preço anterior era de 45,90). O aumento sofrido foi de 21,7%.

Inicialmente, os valores reajustados passarão a ser cobrados dos novos assinantes. Segundo a Netflix, quem já possui assinatura ainda pagará pelos preços antigos.

Para os usuários antigos será encaminhado um e-mail anunciando o reajuste da tarifa. O aviso será emitido de forma gradativa pelos próximos 30 dias. Por isso, os clientes ainda podem refazer as contas e decidir se vale a pena manter o serviço ou não.

Vale ressaltar que a Netflix ainda é o maior serviço de streaming por assinatura presente no país. Os brasileiros têm um gosto especial pelas produções e produtos oferecidos na plataforma. 

você pode gostar também

Comentários estão fechados.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More