Saiba como uma nota de R$ 5 pode chegar a valer R$ 2 mil

Você pode ter um verdadeiro tesouro no bolso sem saber.

Pela raridade das notas, as cédulas com erros de impressão têm muito valor para os colecionadores. Já pensou em encontrar uma cédula de R$ 5 e ganhar até R$ 2 mil por ela? Pois saiba que isso pode ser uma realidade. Saber reconhecer uma nota rara é, portanto, benéfico. Confira neste artigo mais detalhes sobre como identificar notas de R$ 5 que podem valer R$ 2 mil.

Leia mais: Saiba até quando você deve solicitar o seu novo RG

Nota de R$ 5 pode chegar a valer até R$ 2 mil

Coletores de certificados têm reuniões em todo o mundo. É uma busca interminável por raridades financeiras. Quanto mais antigas as notas, mais valiosas elas são. Em alguns casos, cédulas ainda mais recentes podem ser valorizadas por colecionadores. A razão para isso é um erro de impressão que torna a nota rara, pois há poucos exemplares em circulação.

E você pode ter uma dessas cédulas em casa. Na década de 1990, quaisquer notas com falhas foram rejeitadas pelo corpo diretivo. Este é um sinal importante. Isso porque mais de 400 mil notas de R$ 5 e R$ 10 foram impressas em 1994, e o símbolo causou uma impressão única nos colecionadores.

Com isso, há quem pague até R$ 2 mil por uma cédula que contenha erros de impressão raros. Além desses equívocos, os colecionadores valorizam as notas importantes, como, por exemplo, aquelas com a letra “B” no final do número de série.

Notas de R$ 1 também podem valer muito dinheiro

Até mesmo uma nota de R$ 1 pode chegar a valer muito. Isso ocorre principalmente porque ela parou de ser produzida em 2005. Alguns exemplares chegam a custar R$ 200, no entanto, fica claro que os coletores consideram vários fatores. Por exemplo, é avaliado o estado de preservação de uma nota, bem como sua veracidade. Por isso, se você se deparar com uma nota rara, nada melhor do que conferir o seu valor no mercado.

você pode gostar também

Comentários estão fechados.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More