O que é maritimidade e continentalidade e como elas influenciam o clima?

Entenda como funcionam esses fatores, que ocorrem devido aos movimento das águas de mares e oceanos e interferem nas condições climáticas de uma região


De que forma as massas de água de mares e oceanos podem influenciar no clima de uma região? Por meio de dois fatores climáticos: a maritimidade e continentalidade.

O que é maritimidade e continentalidade?

A maritimidade é um fator climático relacionado a proximidade de uma região dos mares e oceanos. Quanto mais próxima do oceano, maior será a umidade do ar (quantidade de água na atmosfera) e o índice pluviométrico (quantidade de precipitação). Pela presença de um grande volume de água, que demora mais tempo para perder calor do que a terra, a amplitude térmica – a variação entre a máxima e a mínima temperatura – é menor.

Assim como a maritimidade, a continentalidade também é um fator climático definido pela proximidade aos mares e oceanos. Quanto mais distante do oceano, menor é a umidade do ar e o índice pluviométrico, ao contrário da amplitude térmica, que é maior.

Diferença entre maritimidade e continentalidade

Maritimidade Continentalidade
Maior umidade do ar Menor umidade do ar
Maior índice pluviométrico Menor índice pluviométrico
Menor amplitude térmica Maior amplitude térmica

Como a maritimidade e a continentalidade interferem no clima?

O processo de aquecimento da água provoca a evaporação, que se condensa e precipita, geralmente, em forma de chuva.

Em regiões litorâneas, com maior proximidade aos mares, devido ao volume das massas de águas dos oceanos, há uma maior quantidade de água que evapora e é precipitada. Por isso, em regiões sob influência da maritimidade, há maior umidade do ar e índice pluviométrico.

Além da presença do grande volume, a água possui maior capacidade de conservação e retenção do calor, o que faz com que as temperaturas sejam mais estáveis.

Já nas regiões continentais, em que a distância do mar é maior e a água mais próxima está em menor quantidade, em rios ou lagos, esse processo ocorre com um menor volume de água. Isso resulta em menos umidade do ar e precipitações.

A terra perde calor mais rapidamente que a água, o que faz com que as temperaturas variem mais.

A influência da maritimidade continentalidade no clima brasileiro

Como o Brasil tem um vasto litoral, o clima sofre bastante influência desses fatores climáticos. Cidades litorâneas, como o Rio de Janeiro, por exemplo, possui uma alta umidade do ar e temperaturas mais estável. A capital Brasília, localizada no interior do país, já é o contrário e possui um clima bastante seco, com a umidade do ar baixa.

No entanto, é preciso lembrar que além da maritimidade e continentalidade, existem outros fatores climáticos que também interferem no clima. Por isso, a região amazônica, mesmo distante do mar, possui uma alta umidade do ar, devido a vasta vegetação e uma grande bacia hidrográfica.

PUBLICIDADE

você pode gostar também

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More