O que fazer para combater e evitar a prática de bullying?

Pais, amigos, funcionários de escolas e a comunidade em geral têm um papel a na prevenção do bullying.

0

Atos de violência, como o bullying, podem traumatizar não apenas as vítimas, mas também testemunhas e colegas. Essa ação pode ser sentida como uma agressão ou ameaça direta, ou como práticas destinadas a dominar, oprimir ou até mesmo causar danos físicos.

Há também graus diferentes de bullying, sendo que cada um deles pode prejudicar um indivíduo de forma física, social, material e psicológica. Além disso pode ferir os direitos e liberdades de um ser humano.

Esse tipo de violência, quando ocorre, não é um acidente. Alguém pode ser atacado por muitas razões: o perpetrador pode querer fazer seus amigos rirem, ganhar status social, amedrontar, ameaçar ou dominar outra pessoa.

Ao contrário da agressividade, raiva ou frustração, o bullying não é uma reação primária. Faz parte de um processo que se constrói ao longo do tempo, de acordo com os traços de personalidade do indivíduo e sob a influência de vários eventos em seu ambiente.

As ações que envolvem o bullying acontecem entre pelo menos duas pessoas, o perpetrador e a pessoa contra quem as ações, palavras, atitudes ou atos violentos do perpetrador são direcionados.

Cartaz Bullying

O bullying ocorre em todos os tipos de ambientes: nos corredores das escolas, nas ruas, shopping centers, no trabalho e até mesmo em casa (entre irmãos e irmãs). É uma ação ou que ameaça, magoa, humilha ou frustra a vítima. Alvos de bullying são dominados por outra pessoa ou grupo e acham difícil se defender dessa violência.

Não é um simples argumento entre amigos; nem é um evento único e não repetido, ou uma provocação que todos os envolvidos possam desfrutar. O bullying pode transformar atividades diárias, como ir à escola ou comer com colegas de trabalho em um pesadelo, e pode até mesmo deixar suas vítimas doentes.

Como combater o bullying?

Ajude as crianças, jovens e adultos a entender o bullying. Falar sobre o que é e como enfrentá-lo com segurança. É necessário esclarecer que esse tipo de prática é inaceitável. Garanta que as pessoas saibam como obter ajuda adequada quando esse tipo de violência acontecer.

Familiares podem ajudar no combate ao bullying ao conhecer os círculos de amizade de seus entes queridos, perguntando sobre a escola ou trabalho e entendo as preocupações da vítima.

É importante incentivar as crianças, jovens e adultos a fazerem o que amam. Atividades especiais, interesses e hobbies podem aumentar a confiança dessas pessoas, ajudar a fazer amigos e proteger essas pessoas de qualquer tipo de comportamento intimidatório.

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.