Outros calendários: Gregoriano, Islâmico, Chinês e Maia

Conheça outros calendários que foram e ainda são usados ao redor do mundo.

0

Calendário é um sistema de contagem dos dias, semanas, meses e anos.

Dessa forma, os calendários que tiveram mais aceitação e são usados até hoje associam ciência e religião, que no caso do Brasil é a religião cristã. No entanto, existem outros calendários, como o calendário maia, chinês e islâmico.

Calendário Gregoriano

Calendário Gregoriano

O calendário gregoriano é o que utilizamos no Brasil, nos dias de hoje. Ele foi promulgado pelo Papa Gregório XIII, em fevereiro de 1582, e o marco inicial é o nascimento de Jesus Cristo.

O uso internacional deste calendário não tem motivações religiosas. Como a Europa era a maior exportadora de cultura na Idade Média, foi acordado usar a marcação de dias usada no Vaticano para facilitar a relação entre as nações.

Esse calendário é solar, o que significa que um ano é definido quando a Terra completa uma volta em torno do Sol. Como cada ciclo solar tem 365 dias e 6 horas, a cada 4 anos um dia é adicionado ao calendário, 29 de fevereiro. Criando assim o ano bissexto.

Calendário Islâmico

Calendário Islâmico

O calendário islâmico é lunar, o que significa que leva em consideração os ciclos da Lua. Ele é composto por 12 meses de 29 ou 30 dias, formando um ano de 354 ou 355 dias. Por ser um calendário lunar, os feriados religiosos como o Ramadã mudam muito de um ano para o outro.

Esse calendário também é conhecido como hegírico, já que seu marco inicial foi na Hégira, a fuga do profeta Maomé de Meca para Medina, em 622 d.C.

Calendário Chinês

Calendário Chinês

O calendário chinês é lunissolar, ou seja, leva em consideração o ciclo do Sol e da Lua. Esse é o mais antigo registro cronológico, e foi criado nos primeiros anos de governo do imperador Huang Di, conhecido como Imperador Amarelo, que reinou na china entre 2697 a.C. e 2597 a.C.

Além dos anos, esse calendário tem ciclos de 12 anos que levam os nomes dos animais do horóscopo chinês, sendo eles: Boi, Cão, Carneiro, Cavalo, Coelho, Dragão, Galo, Macaco, Porco, Rato, Serpente, Tigre.

Por se basear no ciclo da Lua, o Ano Novo chinês muda a cada ano.

Calendário Maia

Calendário Maia

O calendário Maia do povo pré-colombiano se divide em: tzolk’in e o haab’. O tzolk’in era um calendário de 260 dias, dividido em 20 meses que marca rituais e datas festivas ou religiosas.

Já o haab’ é usado para marcar o cotidiano desse povo, além de servir para marcar as estações. Ele é composto por 18 meses de 20 dias, e 5 dias que era conhecido como Wayeb’, que significa “fora do tempo”.

Nesse período de Wayeb’ os maias acreditavam que os portais entre o mundo dos mortos e vivos se dissolviam, e dessa forma todas as coisas ruins podiam acontecer. Em algumas sociedades maias modernas que vivem na Guatemala o calendário haab’ ainda é usado.

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.