Perda de Pelo em cachorros: Entenda os motivos!

Muitos donos ficam preocupados ao ver que seus cachorros estão com perda de pelo. Entenda os motivos que podem levar a essa situação.

A perda de pelos é um fato conhecido e esperado na vida de cachorros, pois eles apresentam um ciclo folicular que envolve crescimento e queda. Portanto, é de se esperar que, à medida em que o cachorro for envelhecendo, ele comece a ter uma perda de pelo controlada.

Leia mais: Conheça 3 alimentos proibidos para cachorros

Além disso, é importante considerar que, em determinadas estações do ano e momentos da vida dos cachorros, a perda de pelo pode ser mais acentuada. Por exemplo, no verão os cachorros costumam ter uma perda de pelo, tendo em vista o calor e a necessidade de se refrescar. E também, no caso de cães fêmeas, é comum que haja uma perda de pelo nos períodos de cio e também da gestação.

No entanto, é importante observar algumas considerações a respeito de uma perda de pelo patológica, quando o seu cachorro está desenvolvendo alguma doença. Sendo assim, conheça os motivos pelos quais essa perda de pelos acontece!

Devo me preocupar com a perda de pelos do meu cachorro?

Depende. Como mencionado, há algumas circunstâncias em que a perda de pelo é recorrente, controlada e até mesmo esperada. Porém, existem alguns casos específicos que irão exigir a sua atenção, como quando as quedas acontecem fora dos períodos e ocasiões já detalhadas. Por exemplo, observe quedas que vem acompanhada de outros sintomas.

Como por exemplo em casos de quedas de pelo localizadas, prurido, rarefação dos pelos, lesões na pele e afins. Nesses casos há indicativos de que algo anormal está acontecendo com o seu pet, e você deverá procurar o veterinário.

Quais doenças causam queda de pelo?

Indo ao veterinário e realizando exames específicos, certamente ele chegará a um diagnóstico preciso sobre a condição que o seu cachorro está enfrentando. Mas, vamos delimitar aqui alguns casos mais recorrentes para o problema. Os mais comuns são problemas com estresse e também de infestações com parasitas.

Portanto, note se há algo em seu cachorro que está o incomodando e se ele está desenvolvendo pulgas ou carrapatos. Se não for o caso, atente-se ao que ele anda ingerindo, pois pode ser alergias alimentares, deficiência alimentar ou problemas endócrinos.

Por último, existem casos mais específicos que exigirão tratamento veterinário imediato, como quando a fungos ou leveduras na pele ou atopia canina. Por fim, esteja atento ao seu cachorro e preparado para levá-lo ao veterinário sempre que necessário.

você pode gostar também

Comentários estão fechados.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More