Plantas epífitas

As plantas aéreas estabelecem um tipo de relação ecológica com outras plantas plantas para sobreviver.

0

O que são plantas epífitas? As plantas epífitas têm a capacidade de sobreviver sobre outras plantas em diferentes tipos de ambientes, sem causar prejuízos, ou seja, sem parasitá-las. Essa relação entre plantas é muito comum em florestas, onde o espaço é bem ocupado e há competição por água e luz, fazendo com que essas plantas necessitem do suporte fornecido por árvores para seu desenvolvimento.

O epifitismo é um hábito de vida e estima-se que 10% das angiospermas tenham esse hábito. Muitas dessas plantas são utilizadas de maneira ornamental.

Como essas plantas sobrevivem?

As epífitas utilizam troncos ou xaxins como substrato para se fixarem. Normalmente, elas absorvem nutrientes pelas folhas e necessitam de rega de no mínimo uma vez por semana.

Entretanto, muitas também tem raízes especializadas que também absorvem água pelo ar, como é o caso das orquídeas epífitas. Essas plantas precisam de bastante luz indireta, pois se ficarem em contato direto com o sol podem ressecar e se desidratar.

Tipos de plantas epífitas

Essas plantas são muito apreciadas pelo caráter ornamental. Assim, elas podem ser utilizadas em jardins verticais, jardins internos, entre outros.  Além disso, podem ser encontradas vivendo normalmente na natureza.

Os principais tipos de plantas aéreas são:

1 Orquídeas

Orquídeas

Existe grande variedade de orquídeas, com diferentes formas, cores e tamanho e pertencem a família Orchidaceae. Elas podem ser terrestres ou epífitas.

Nas florestas se fixam em troncos de árvores e possuem raízes revestidas com um tecido que se parece com uma esponja, o velame, para poder absorver água e nutrientes.

2 Bromélias

Bromélias

Assim como as orquídeas, as bromélias também podem ser terrestres ou epífitas. Elas possuem um cálice em forma de rosa, no local que as folhas se encontram, permitindo o acúmulo de água da chuva usada para hidratação e forma complementar de nutrição.

A água acumulada no cálice consegue reter pequenos insetos, que ao se decomporem são aproveitados como nutrientes.

Samambaias

Planta para jardim: Samambaia

As samambaias são fáceis de serem cuidadas, mas necessitam de rega constante para sobreviver por serem pteridófitas e dependentes de água para reprodução. Apesar de serem terrestres, elas também podem estabelecer uma relação de epifitismo para se desenvolverem.

Adaptações das plantas epífitas

As plantas com esse hábito de vida podem apresentar adaptações para facilitar a absorção de água, se fixarem nos subtratos e aumentar a capacidade fotossintética.

Essas adaptações podem ser:

  • morfológicas
  • fisiológicas
  • anatômicas
  • ecológicas

Entre elas podemos citar a presença de raízes com tecido especializado em absorção de água no ar, presença de outros órgãos verdes capazes de ser fotossintetizantes, presença de muitos tricomas (especializações da epiderme) que favorecem a umidade na superficie e também a associação com pequenos animais e fungos.

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.