Plataforma digital russa é multada por conter conteúdos LGBTQIA+

O tribunal russo aplicou uma multa equivalente a R$ 270 mil para a plataforma “Meta Platforms”.

O tribunal russo aplicou uma multa equivalente a R$ 270 mil para a plataforma “Meta Platforms”. A ação ocorreu em decorrência da presença de postagens às quais promoviam “relações sexuais não tradicionais”, sendo terminantemente proibido no país de acordo com a lei instituída em 2013.

Leia também: The Sims 4 é censurado na Rússia e nova expansão é barrada por leis anti-LGBT+

A lei vem gerando insatisfação por parte da população LGBTQIA+, que afirma ser contra a decisão e julga ser um ato preconceituoso do poder judiciário.

O objetivo da atitude, conforme o tribunal, é proteger as crianças de conteúdos ou informações que destoam dos valores tradicionais da família, impostos pela sociedade.

Quando a lei estava prestes a ser aprovada, a organização de Direitos Humanos Article 19 formalizou um documento que continha justificativas para que ela não fosse ratificada. Porém, em 2013 ocorreu a aprovação, acarretando em protestos de jovens e adultos na frente do parlamento russo.

você pode gostar também

Comentários estão fechados.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More