Proclamação da República no Brasil

Saiba quais foram os fatores que provocaram o enfraquecimento da monarquia e impactaram diretamente na Proclamação da República.

0

Em 1880 a sociedade brasileira vivia uma época de intensas mudanças sociais. Essas mudanças, acompanhadas de outros fatores, fizeram com que a monarquia entrasse em um período de crise.

As reivindicações sociais estavam atreladas principalmente à necessidade de criar condições para o avanço de todas as esferas do país. Portanto, esperava-se uma nova forma de governo capaz de atender as expectativas econômicas, sociais e políticas.

Entretanto, este não é o único motivo que levou o país a uma crise, que posteriormente culminou na Proclamação da República. O descontentamento da população se estendia a diversos setores.

O que é Proclamação da República

O que é proclamação da republica? De forma bastante simplificada, a Proclamação da República, nada mais é, do que a queda do Império em virtude de uma nova forma de governo. Conhecer o contexto da época é muito importante para entender como se deu todo o processo.

Resumo

Cansados do governo centralizador de Dom Pedro II, o segundo imperador do Brasil, as pessoas começaram a exigir mudanças.

Um dos fatores que influenciaram na crise econômica, foi a Guerra do Paraguai, poucos anos antes. O conflito durou de 1864 a 1870 e gerou uma infinidade de despesas para o Império.

Por conta da época, outro fator que pode ser sido decisivo, foi a insatisfação da Igreja Católica, que naquele momento estava insatisfeita com a interferência do Estado em seus assuntos.

Mas não foi só isso, o descontentamento entendia-se também à classe média urbana. Profissionais como Jornalistas, estudantes, artistas, funcionários públicos e muitos outros buscavam por maior presença na política, o que em função do sistema monárquico era impossível.

Integrantes do Exército também se mostravam insatisfeitos por conta da proibição de se manifestarem à imprensa sem autorização do Ministro da Guerra. A classe encontrava-se altamente insatisfeita com a corrupção na corte.

Os grandes proprietários rurais, principalmente cafeicultores, também estavam contra a monarquia. Isso porque, além de estarem insatisfeitos com o fim da escravidão, também desejavam ter espaço maior nas decisões políticas da época.

Além de todos esses fatores, que enfraquecem o governo cada vez mais, Dom Pedro II encontrava-se doente, e por isso cada vez mais distante do governo. O que também colaborou para que o movimento republicano ganhasse força.

Proclamação da República

Proclamação da República

Então, em 15 de novembro de 1889, Marechal Deodoro da Fonseca, principal representante do Exército da época, contando com apoio dos militares e dos republicanos, preparou um levante militar, obtendo, então, sucesso no golpe de Estado.

Essa movimentação resultou na demissão do Conselho de Ministros, bem como de seu presidente. Naquela noite, Deodoro da Fonseca assinou o manifesto de Proclamação da República e instaurou um governo provisório, do qual ele seria o presidente, até que um novo fosse escolhido por meio de eleições.

O documento assinado por ele, além de legitimar o início da República, exigia a abdicação do imperador e que ele e a família deixassem o país. Assim, três dias depois, em 18 de novembro, Dom Pedro II, junto de toda a família imperial, retornaram à Europa.

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.