Quanto custa o curso de Engenharia Civil?

Saiba tudo sobre o curso de Engenharia Civil, as principais matérias estudadas, a carreira de engenheiro civil, onde estudar e preços de mensalidade.

0

Dê uma olhada ao seu redor… o que você vê? Casas, prédios, indústrias, viadutos e o próprio asfalto por onde passam os carros. Já imaginou em quantos profissionais estão por trás de tudo isso?

Uma das carreiras envolvidas em praticamente todas as construções das quais precisamos é o engenheiro civil. O profissional dessa área é o responsável pelo planejamento, gerenciamento e execução da obra.

Confira, a seguir, mais detalhes sobre esta carreira, como é o curso de Engenharia Civil, onde estudar e qual o preço das mensalidades. Quem sabe você não se inspira e se torna um dos grandes nomes da área?

Como é o curso de Engenharia Civil?

A profissão de Engenheiro Civil é grande responsabilidade pois, um erro de cálculo pode literalmente derrubar um prédio! Por isso, o curso exige bastante dos alunos em termos teóricos e práticos. Nos primeiros semestres, o estudante tem contato com disciplinas de ciências exatas além de prática em laboratório.

Os três anos finais incluem disciplinas relacionadas às áreas especializadas da Engenharia, tais como construção civil, estruturas, saneamento, hidráulica, geotécnica e transporte. Algumas instituições oferecem cursos que disponibilizam ênfases aos alunos, como área empresarial e portuária, engenharia aeronáutica, administração e gestão.

O curso de Engenharia Civil pertence à área de Exatas e tem duração média de cinco anos. Em sua grade, constam ainda matérias de desenho técnico, Administração e Economia. O curso deve ser finalizado mediante a apresentação de um Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) após cumprir o período determinado para estágio.

O que faz o Engenheiro Civil?

Em suma, o engenheiro civil é o profissional cuida do planejamento, gerenciamento e execução das obras em geral. Na sua rotina, está cuidar de detalhes como instalações elétricas, hidráulicas e saneamento de um prédio; supervisionar equipes de trabalho, controle de custos, cumprimento de prazos e respeito a padrões de segurança.

O engenheiro civil deve garantir a segurança e estabilidade da construção por meio de cálculos como o efeito dos ventos, mudanças de temperatura, a influência desses fatores no material usado, entre outros. O profissional deve, ainda, dedicar-se à administrar os recursos prediais, gerenciar a infraestrutura e a ocupação de um prédio.

O mercado de trabalho é amplo e o graduado em Engenharia Civil pode atuar em diferentes áreas, tais como:

  • saneamento: projeto e construção de obras de saneamento básico, redes de captação e estações de tratamento
  • hidráulica e recursos hídricos: obras de barragens, reservatórios, canais, irrigação, obras costeiras e drenagem
  • construção urbana: prédios, instalações, shopping center, estádios, aeroportos e indústrias
  • infraestrutura e transporte: construção de ferrovias, rodovias, portos, viadutos, túneis e metrôs
  • gerência de recursos prediais: cuidar da infraestrutura predial estabelecendo padrões de qualidade, uso e ocupação do espaço
  • estruturas e fundações: fundações e estruturas de concreto, aço ou madeira

Também há espaço no mercado financeiro, geração de energia e concursos públicos.

Qual a diferença entre o engenheiro e o arquiteto?

Apesar de os dois profissionais estarem relacionados à construção civil, suas posições são diferentes na execução do trabalho. O engenheiro lida com questões técnicas e estruturais enquanto o arquiteto cuida de soluções estéticas pensando no lado humanístico.

Grandes nomes da Engenharia no Brasil

Assim como em outras áreas do conhecimento, o Brasil revelou grandes nomes, também, na Engenharia Civil. Confira alguns deles para se inspirar:

Régis Bittencourt

Edmundo Régis Bittencourt, mais conhecido como Régis Bittencourt, foi um engenheiro civil e empreiteiro brasileiro. Teve importante participação na história do rodoviarismo brasileiro e engenharia. Foi presidente do Departamento Nacional de Estradas de Rodagem (DNER) e autor do livro “Caminhos e Estradas na Geografia dos Transportes”.

Fernando Lobo Carneiro

Formado pela Escola Politécnica da Universidade do Brasil, adquiriu conhecimentos que resultaram em aplicações como a estrutura do edifício da Faculdade de Arquitetura da UFRJ, a ponte rodoviária sobre o rio Doce e o interceptor oceânico Glória-Botafogo.

Joaquim Cardoso

Dentre os diversos feitos do engenheiro pernambucano, estão trabalhos de cálculo em projetos de nomes como Oscar Niemeyer, Lúcio Costa e Burle Max.

Quanto custa o curso de Engenharia?

O preço das mensalidades nos cursos de Engenharia Civil no Brasil variam entre R$ 500,00 e R$ 3.000,00. No entanto, a média das mensalidades fica em torno de R$ 1.000,00. Lembrando que no começo do curso a mensalidade geralmente é mais baixa, aumentando conforme você avança os semestres, por isso, tire todas as dúvidas na instituição de ensino desejada.

Confira uma lista com universidades separadas por região:

Sudeste:

Até R$ 1.000,00

  • Centro Universitário do Norte Paulista (UNORP)
  • Universidade Nove de Julho (UNINOVE)
  • Centro Educacional Anhanguera (ANHANGUERA)
  • Centro Universitário de Patos de Minas (UNIPAM)
  • Faculdades Integradas de Araraquara (FIAR)

Entre R$ 1.000,00 e R$ 1.500,00

  • Universidade Cruzeiro do Sul (UNICSUL)
  • Universidade Estácio de Sá (UNESA)
  • Universidade de Franca (UNIFRAN

Acima de R$ 1.501,00

  • Faculdade Pitágoras (PITÁGORAS)
  • Faculdade Atenas (FA)
  • Faculdade de Economia e Finanças IBMEC (Faculdades Ibmec)
  • Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio)

Sul:

Até R$ 1.000,00

  • Centro Educacional Anhanguera (ANHANGUERA)
  • Centro Universitário Leonardo da Vinci (UNIASSELVI)

Entre R$ 1.000,00 e R$ 1.500,00

  • Faculdade Mater Dei (FMD)
  • Universidade do Planalto Catarinense (UNIPLAC)
  • Universidade Católica de Pelotas (UCPEL)

Acima de R$ 1.501,00

  • Universidade da Região da Campanha (URCAMP)
  • Universidade Positivo (UP)
  • Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR)

Nordeste:

Até R$ 1.000,00

  • Universidade Estácio de Sá (UNESA)
  • Faculdade de Tecnologia de Alagoas (FAT/AL)

Entre R$ 1.000,00 e R$ 1.500,00

  • Faculdade Nordeste (FANOR | DeVry)
  • Faculdade Unime (UNIME)

Centro-Oeste:

Até R$ 1.000,00

  • Faculdade Estácio de Sá – Semi Presencial (Estácio)
  • Universidade Católica Dom Bosco (UCDB)

Entre R$ 1.000,00 e R$ 1.500,00

  • Centro Educacional Anhanguera (ANHANGUERA)
  • Universidade Paulista (UNIP)
  • Instituto Unificado de Ensino Superior Objetivo (UIESO)

Acima de R$ 1.501,00

  • Universidade Católica de Brasília (PUC-GO)
  • Centro Universitário de Brasília (UniCEUB)

Norte:

Até R$ 1.000,00

  • Faculdade Católica do Tocantins (FACTO)
  • Faculdade Metropolitana de Manaus (FAMETRO)

Entre R$ 1.000,00 e R$ 1.500,00

  • Faculdade de Ciências Humanas, Exatas e Letras de Rondônia (FARO)
  • Faculdade Metropolitana da Amazônia (FAMAZ)

Onde estudar Engenharia no Brasil?

Ainda que tenhamos tratados dos preços de mensalidades em instituições privadas de Engenharia Civil, vale a pena dar uma olhada nas universidades públicas consideradas como as melhores na área.

  • Universidade de São Paulo (USP)
  • Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA)
  • Universidade Federal de São Carlos (UFSCar)
  • Universidade Estadual Paulista (Unesp)
  • Universidade Estadual de Campinas (Unicamp)
  • Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC)
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)
  • Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.