Quanto Ganha Um Sargento da Marinha?

A carreira militar é muito requisitada em função da estabilidade profissional e o alto salário recebido pelos profissionais.

0

Muitos almejam ingressar na Marinha em função dos altos salários, estabilidade e as gratificações.

De acordo com o Ministério da Defesa, a remuneração dos militares é composta pelo soldo (parcela relativa ao posto e graduação) e por adicionais e gratificações, que variam em função da habilitação obtida ao longo da carreira, o exercício de atividades especiais e outras situações.

No caso do sargento por exemplo, seu salário varia de acordo com o posto em que ocupa. 1º, 2º ou 3º sargento. Esse profissional é responsável por chefiar frações de 9 a 13 soldados e/ou auxiliar na chefia de pelotões de até 50 soldados. Além disso, fica encarregado de liderar os soldados no campo de batalha.

Como ser um sargento da Marinha?

Primeiramente, para ingressar na Marinha, é necessário, que o candidato seja aprovado no concurso. As etapas de avaliação são compostas por testes de conhecimentos gerais, físicos, de saúde e psicológicos.

É importante lembrar que embora a Marinha possui quatro opções de ingresso, apenas duas aceitam mulheres. São a Escola Naval (EN), a mais concorrida e voltada a formação de carreira da Marinha e o Curso de Sargento Músico Fuzileiro Naval, direcionado à musica.

As outras escolas voltadas ao combate e exclusivas para homens, são o curso de Soldado Fuzileiro Naval e a Escola de Aprendizes Marinheiros (EAM). Ambas permitem que o aluno já seja casado ou que possua família, enquanto na Escola Naval, não é autorizado que o candidato seja casado ou tenha família.

Os cursos mencionados possuem um detalhamento específico quanto aos seus requisitos. Porém, os pré-requisitos comuns a todos eles são:

  • Prestar concurso;
  • Ter, no mínimo, 18 anos;
  • Possuir idoneidade moral e bons antecedentes de conduta.

Quanto ganha um sargento da Marinha?

Os proventos dos sargentos somam R$ 3.825,00 para classe inicial de 3º Sargento, passando para R$ 4.770,00 de 2º Sargento e para R$ 5.483,00 alcançando o grau de 1º Sargento.

Diferenças entre Praças e Oficiais | Funcionamento dos graus hierárquicos da Marinha

A marinha em geral se organiza de maneira hierárquica e estratégica. Essa forma de organização contempla os postos de praças e oficias. Estes se diferenciam no modo em como atuam e também no grau de instrução. Os concursos públicos para Oficias são aqueles que exigem o ensino superior já as praças são avaliados por concurso de nível fundamental, médio ou técnico.

Quanto às suas atribuições, fala-se sobre a atuação dos oficias em tarefas estratégicas, ou seja, de planejamento geral, e as praças à colocam em prática.

Ademais, ainda há subcategorias entre esses postos, de modo que os Praças podem atuar como: Grumete (GR), Marinheiro (MN), Cabo (CB), 3º Sargento, 2º Sargento, 1º Sargento e Suboficial. Os Praças de carreira são organizadas também em Corpos.

Além disso, a marinha funciona na seguinte divisão: enquanto o Corpo de Fuzileiros, que fica em terra, e o Corpo da Armada, é responsável pelas embarcações.

Há também outros grupos, como o Corpo de Engenheiros e o Corpo de Saúde, que apesar de ter uma participação mais sútil nos cenários de guerra, é de suma importância para o bom funcionamento para a marinha.

Já os fuzileiros, quando em conjunto formam uma espécie de infantaria. Um exemplo clássico é a cena do filme “O Resgate do Soldado Ryan”, em que milhares de homens desembarcam numa praia e iniciam um violento combate. Estes, são os fuzileiros navais, que possuem uma hierarquia semelhante a do Exército.

Os marujos da armada por sua vez, espalham-se nos 110 navios e nas diversas aeronaves (aviões e helicópteros também são elementos essenciais para a Marinha) – que formam a esquadra brasileira. O degrau inferior da hierarquia mostra que há mais militares no mar do que em terra: são 7.500 marinheiros contra 5.700 fuzileiros.

Soldos básicos (sem inclusão de adicionais)

Recentemente, o Diário Oficial da União, publicou a Lei Nº 13.321 que altera o soldo e o escalonamento vertical dos militares das Forças Armadas, a qual revela quanto recebem sargentos, cargos e generais das Forças Armadas Brasileira. Veja abaixo:

Veja também: Mulheres no Serviço Militar: Veja como se alistar!

PUBLICIDADE

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.