Quanto ganha um Sargento do Exército?

Confira a remuneração deste profissional de acordo com a tabela de salários dos militares das Forças Armadas.

20

Sargento é um grupo de patentes que existe na maioria das Forças Armadas (terrestres e aéreas) e em algumas Forças de Segurança. No caso das forças navais, em especial, patentes correspondentes podem ser designadas por termos alternativos, tais como “mestre” ou “pequeno oficial”.

Dependendo país, as patentes de sargento podem estar inseridas na categoria de Praças ou constituírem uma categoria específica denominada “Sargentos”, “Suboficiais”, “Oficiais Inferiores” ou “Oficiais Não Comissionados”.

Existem diversas patentes de Sargento, cada uma delas corresponde a diferentes graus de experiência profissional, bem como responsabilidades atribuídas ao cargo.

Como se tornar Sargento do Exército

Nas Forças Armadas Brasileiras, em especial, no Exército, a Escola de Sargentos das Armas (ESA) é o Estabelecimento de Ensino de Nível Superior (Tecnólogo) responsável pela formação de Sargentos Combatentes de Carreira das Armas de: Infantaria, Cavalaria, Artilharia, Engenharia e Comunicações.

A admissão na escola ocorre por meio de concursos públicos realizados anualmente.

São requisitos para investidura na carreira: ser brasileiro nato ou naturalizado, ter ensino médio completo, idade entre 17 e 24 anos (Geral e Aviação) e 17 e 26 (Saúde e Música) e altura (entre 1,55m e 1,60m dependendo do sexo e carreira).

O certame é constituído pelas seguintes fases:

  • 1ª Etapa: Exame intelectual – Prova objetiva;
  • 2ª Etapa: Valoração de títulos (para os aprovados na etapa anterior)
  • 3ª Etapa: Inspeção de saúde (IS);
  • 4ª Etapa: Exame de aptidão física;
  • 5ª Etapa: Exame de habilitação musical (área Música);
  • 6ª Etapa: Revisão médica e comprovação dos requisitos biográficos.

A formação do aluno da ESA é dividida em dois períodos: “Básico” e de “Qualificação”. Confira detalhes sobre cada um deles:

Período básico: Atualmente, o período tem duração de 34 semanas, antecedendo e preparando o aluno para o período de qualificação. Contudo, com a implantação do Curso de Tecnólogo, o período básico terá a duração aproximada de 43 semanas.

O período básico é realizado em Organizações Militares de Corpo de Tropa (OMCT), supervisionadas pela ESA, localizadas em diversas regiões do país.

Organizações Militares do Corpo de Tropa (OMCT)

  • 20º Regimento de Cavalaria Blindado – (Campo Grande – MS)
  • 12º GAC (Jundiaí – SP)
  • 1º GAAAe (Rio de Janeiro – RJ)
  • 41º BIMtz (Jataí – GO)
  • 14º GAC (Pouso Alegre – MG)
  • 23º BC (Fortaleza – CE)
  • 6º RCB (Alegrete – RS)
  • 23º BI (Blumenau – SC)
  • 10º BI (Juiz de Fora – MG)
  • 4º GAC (Juiz de Fora – MG)
  • 13° R C Mec – (Pirassununga – SP)
  • 16º Batalhão de Infantaria Motorizado (16º B I Mtz) – (Natal – RN)

Ao fim do período básico o aluno poderá escolher a qualificação militar de Sargentos, conforme mérito intelectual.

Período de qualificação: Tem duração média de 43 semanas e é conduzido em diferentes Escolas, dependendo da qualificação escolhida.

Aqueles que optam pela qualificação referente às Armas realização todo o período na ESA. A formação para a área de logística é conduzida pela Escola de Sargentos de Logística (EsSLog), situada no Rio de Janeiro – RJ.

Por fim, aqueles que escolhem a qualificação de Aviação do Exército, passarão pela qualificação no Centro de Instrução de Aviação do Exército, em Taubaté – SP (CIAVEx).

Ao final do curso, o concludente é declarado 3º Sargento de Carreira Combatente do Exército Brasileiro e ocupará os cargos previstos nos Quadro de Organização da Força Terrestre.

Quanto ganha um Sargento do Exército? – Salário

Segundo a Tabela de salários dos militares das Forças Armadas em 2019, as remunerações de Sargentos do Exército são as seguintes:

  • 3º Sargento – R$ 3.825,00
  • 2º Sargento – R$ 4.770,00
  • 1º Sargento – R$ 5.483,00

Atribuições do cargo

A última seleção da Escola de Sargentos do Exército aconteceu em 2018. Foram abertas oportunidades para diversas áreas. De acordo com o edital, suas principais atribuições são:

Infantaria – É a arma combatente caracterizada pelo combate a pé e aproximado; utiliza meios de transportes terrestres, aéreos e aquáticos para o seu deslocamento. Tem como principais missões destruir ou capturar o inimigo, manter o terreno e atuar decisivamente na garantia da lei e da ordem. Além de outros atributos, o sargento infante distingue-se pela iniciativa e rusticidade.

Cavalaria – É a arma combatente das manobras rápidas e flexíveis, proteção blindada, potência de fogo e ação de choque de seus carros de combate. A Cavalaria brasileira cumpre missões de reconhecimento e segurança empregando seus carros de combate e viaturas blindadas de transporte pessoal. O sargento cavalariano destaca-se pela iniciativa, coragem e flexibilidade.

Artilharia – É a arma combatente que presta o apoio de fogo nos campos de batalha, destruindo ou neutralizando alvos inimigos. A Artilharia brasileira é dotada de obuseiros, canhões, mísseis e lançadores múltiplos de foguetes. Distinguido pela meticulosidade e organização, o sargento artilheiro prima pela rapidez e precisão com que executa as missões.

Engenharia – É a arma combatente que, nos campos de batalha, repara ou destrói pontes e estradas, elimina ou lança obstáculos e apoia a tropa na transposição de cursos d’água. Em todo território nacional constrói estradas, ferrovias, pontes, açudes e barragens. O sargento engenheiro destaca-se pela sua autoconfiança e flexibilidade.

Comunicações – É a arma combatente destinada a instalar e explorar os materiais de comunicações, tais como os rádios-transmissores, telefones e computadores necessários às diversas atividades militares. Coopera na instalação e exploração dos sistemas de comunicações nacionais. O sargento comunicante distingue-se pela responsabilidade e zelo.

Topografia – O sargento topógrafo tem a missão de realizar trabalhos de levantamentos topográficos em todo território nacional.

Intendência – O sargento do serviço de intendência está habilitado a prestar o apoio
logístico e administrativo, em combate ou tempo de paz, a todas as armas.

Material Bélico – Manutenção de Armamento – O sargento mecânico de armamento presta apoio de manutenção ao armamento, leve ou pesado, utilizado pelo Exército Brasileiro.

Material Bélico – Mecânico Operador – O sargento mecânico operador trabalha com metalurgia, como torneiro mecânico, fresador, lanterneiro, em retífica de motores e freios, entre outras.

Manutenção de Comunicações – O sargento de manutenção de comunicações presta apoio de manutenção aos materiais de comunicações utilizados pelo Exército Brasileiro.

Material Bélico – Manutenção de Viatura Auto – O sargento mecânico de viatura presta apoio de manutenção às viaturas do Exército Brasileiro, sendo o responsável direto pela operacionalidade das tropas que as utilizam na execução de suas missões.

Aviação-Manutenção – O Sargento desta QMS desempenha atividades de manutenção em equipamentos elétricos, eletrônica, estrutura, motores, armamento das aeronaves de asas rotativas (helicópteros) e atua como mecânico de voo.

Aviação-Apoio – O Sargento desta QMS desempenha atividades de apoio às aeronaves no abastecimento, combate a incêndio, controle de tráfego aéreo, nas informações meteorológicas e informações aeronáuticas para a Aviação do Exército.

Conteúdos Relacionados:

você pode gostar também
  1. Douglas Diz

    Extinguiram o quadro de músicos… afinal pra que serve né? :/

  2. Rafael Diz

    Além do soldo, o militar ainda recebe dois adicionais que, no caso do Sgt, são 16% + 16% ( Adicionais militar e habilitação). Além disso, ainda é possível receber o valor de $321,00 de auxílio pré-escolar e 20% a mais sobre o soldo por ocasião de algum curso como PQD, Comissário de bordo etc.
    Por fim, com os descontos totalizando aproximadamente $800,00 é possível que um 3º Sargento receba líquido mais de $5500,00.

  3. Alexandre Diz

    Estes valores são os soldos. Incide sobre eles percentuais de habilitação e militar. Nos mais antigos, anuênio, compensação orgânica. Depois vem os descontos e imposto de renda. O valor acaba sendo um pouco mais alto dependendo de cada caso.

  4. Mauro Diz

    Faltou o mais importante pra o jovem prestar o Concurso, falar sobre o edital e a Lei que regula o cargo público.
    No caso em questão, veio ao conhecimento publico o escandalo q existe desde sempre das disparidades com o outro cargo militar, o de oficial. Parece q as novas gerações não são tão facilmente ludibriadas e entram na Justiça ao menor sinal de ameaça a direitos. No Exército existe uma enxurrada de Processos Judiciais desde meados de 2004 quando começaram os cortes nas promoções de graduados. Tudo em virtude do cargo não ser regulamentado em Lei. E pelo visto Generais e Civis parecem não se importar até hoje em tratar esses militares como PAUS PRA TODA OBRA. Mas parece que alguns juízes estão incriminando os responsáveis e talvez a própria cúpula repense todas essas décadas de descaso. Há também novos representantes políticos no Congresso e esses sim podem acabar com essa aberração.

  5. 2° SGT 2006 Diz

    Estes valores são referentes ao soldo base, tem algumas gratificações sobre o soldo. Este valor informado é menor que o líquido real.

  6. Paulo Diz

    Muito bom e completo quanto ao que é necessário para se tornar sargento no exército.
    Somente adicionando algumas informações, que segundo o plano de carreira, após concluir o curso de sargentos e ser promovido a 3º sargento, o militar passa 8 anos, em média, para ser promovido a 2º sargento e mais 8 anos para ser promovido a 1º sargento.
    Segundo o estatuto dos militares, os sargentos, sendo praças, só adquirem estabilidade após completados 10 anos de serviço público.

    Os militares (oficiais e praças) não possuem fundo de garantia, não recebem PASEP (equivalente do PIS para o setor público). Devem estar pronto para ser acionado para cumprir missão a qualquer hora do dia ou da noite, sem receber a mais por isso, não têm direito a hora extra e regime de trabalho pode facilmente passar 76h em uma semana normal, sem contar quando há exercícios de longa duração, em que ficam 24h durante 4-5 dias.
    Podem ser transferidos por necessidade do serviço para qualquer localidade do país mesmo que não seja de seu interesse, não podem ter sindicato e, após irem pra reserva (aposentadoria), podem ser mobilizados (obrigados a voltar a trabalhar) pelos próximos 5 anos. Além disso, durante a reserva continuam pagando a pensão militar, que é o equivalente ao INSS.

  7. Enzo Mathisson Diz

    Esperemos que esse novo presidente possa rever os soldos dos praças de carreiras das forças armadas, equipararam os salários com os de vigilantes podemos assim dizer, vamos ser verdadeiros tá tudo erroado. Já destriram as forças armadas agora querem que os militares sejam mendigos fardados. Como pode uma força superior ganhar menos que os reservas e auxiliares heim!? Sr: Presidente oficiais
    quer que os praças se fodam. Porque hoje o efetivos fixo do exército é de 30% ???? Porque tem outras instituições que remuneram melhor não é mesmo?! E tem mais esses generais, não dao voz pelos praças é só continência não senhor, sim senhor.

  8. Sérgio. Diz

    Bom dia,eu acho uma vergonha que os militares das forças armadas do nosso Brasil ganhe esse salário, é pouco ,muito pouco .vejo aí políticos ter mais direitos que eles,e ainda por cima alguns políticos estão envolvidos em grande corrupção,olha conto dinheiro nosso foram roubados ,as forças armadas estão aí pra proteger nosso país,e os políticos? Muitos estão envergonhando o nosso Brasil que nosso presidente venha da cada vez mais poder as nossas forças armadas pois depois do presidente elas que tem que está no poder mais depois ,do nosso presidente ,pois os dois são importantes para o nosso Brasil.o presidente e as forças armadas,duas união que deu certo e vai dá certo .

  9. Carlos Diz

    O comentário do Rafael (15 horas) está equivocado. Vc precisa se integrar mais. Primeiro, nao é qualquer curso para receber 20%. Somente o PQDT e tem que completar a cota de saltos. Os 16% já estão inclusos e não se ganha pelo fato de ser Sargento. Tem que se ter um curso de especialização. E o salário família com esse valor. Imagina servir em São Gabriel da Cachoeira, com mulher e filho e ter que comprar tomate e alface. O quilo do tomate entre 10 e 15 reais e quando tem. Vá se integrar mais Rafael.

  10. Diego Diz

    Estão divulgando informações erradas. Na Marinha existem Suboficiais e Sargentos

  11. Jose Diz

    Fora hora noturna que trabalha. Se somar todas as horas noturnas trabalhadas sem ganhar nada a mais, o tempo de serviço trabalhado chega a 45 anos
    Os 30 anos normais mais as horas noturnas trabalhadas que são 8 horas normalmente

  12. Renato Diz

    Acho justo os salários dos militares. Claro que, como qualquer servidor, está defasado. Só acho que na reforma poderiam pagar 11 por cento de “previdência” e aumentar em cinco anos o tempo de permanência em serviço. Sabemos que quando removidos recebem ajudas de custo de 50, 60 e até 100 mil Reais. Na ida e na volta. Sou da Polícia Federal, fiquei 8 anos na fronteira (Oiapoque) e demorei 17 para voltar pro Rio de Janeiro. Sendo que todas as remoções foram do meu bolso! É injusto.

  13. Alemao Diz

    A pergunta deveria ser essa: quanto ganha um sargento das forças armadas pra nao fazer nada vezes nada. Pq é isso q sargento, soldados, coroneis, generais etc fazem. NADA. alem de aposentar ganhando uma fabula.
    VAGABUNDOS!

  14. Gomes da Silva Diz

    Ganhamos muito bem, pois era para ganharmos, bem melhor. Amo que faço, Brasil acima de tudo, DEUS no comando. Selva.

  15. Marcos Cesar Diz

    Esse alemao deve ter sido corno de algum militar. Ou tentou anos e foi reprovado.

  16. Enzo Mathisson Diz

    Os picaretas de alta patente nunca se preocupou com os míseros salários dos praças das forças armadas essa é a verdade. Força Federal né ganhando salário de Vigilantes kkk é muita pularia não? !

  17. Luciano Carvalho Diz

    Não estou criticando, apenas quero contribuir. Sargento não é patente e graduação. O sargento é um graduado, oficial é que tem patente.

  18. Elias Diz

    Ganham muito pois não fazem nada!

  19. Sérgio Nascimento Diz

    Desculpe mas há um erro grave no valor informado sobre a remuneração dos sargentos. Soldo é o valor base para cálculo da remuneração do militar. O valor informado acima é apenas o soldo sem as gratificações. Então, dependendo de cada militar, o soldo pode ser acrescido de 16 a 32 % a mais que sai os adicionais, como adicional de habilitação militar 16 a 20% e adicional militar 16%. Então, agora você obterá o valor real da remuneração bruta. Mas, lembre-se que existem descontos obrigatórios e eventuais também. Por fim, espero ter esclarecido melhor a informação acima.

  20. Paulo Diz

    Só um sem noção faria concurso para passar a vida ganhando tão pouco. Faça concurso para a Receita Federal, Polícia Federal que os ganhos são quatro vezes maiores e não tem incomodação com oficiais que se acham deuses do Olimpo.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.