Questões sobre a Revolução Russa (1917)

A Revolução Russa foi um série de eventos políticos iniciados em 1917 ocorridos na Rússia. Conhecido por ter derrubado a monarquia russa e instaurado uma política socialista.

0

Já sabemos que a Revolução Russa foi um dos principais episódios ocorridos no século XX – juntamente com a Primeira Guerra Mundial – , por ter desafiado o modelo capitalista e ter colocado em prática ideias socialistas, elaboradas por Marx e Engels.

Essa Revolução fez com que a União Soviética (URSS) alcançasse o título de segunda maior potência mundial!

Chegou a hora de verificarmos os nossos conhecimentos sobre esse momento tão importante da história mundial. Vamos lá?

Questões sobre Revolução Russa

01) (Ueg 2018) Observe a charge a seguir:

A charge citada, produzida no contexto das reflexões sobre o centenário da Revolução Russa, ironiza

a) a difusão da servidão e ruralização da economia a partir do fechamento do país durante o governo do Czar Alexandre II.
b) o despotismo czarista em relação aos operários, como foi o caso do massacre no chamado Domingo Sangrento de 1905.
c) a proeminência da Igreja Católica Ortodoxa, principalmente do monge Rasputin, sobre os membros da família real czarista.
d) o domínio ideológico da burguesia no chamado Governo Provisório, que acarretou o empobrecimento de camponeses e operários.
e) a insatisfação dos soldados combatentes da I Guerra Mundial, obrigados a lutar em condições precárias, enfrentando a fome e o frio.

02) (Ufpr 2018) Considere o seguinte texto:

[…] as reuniões de Trotsky no Circo Moderno representam apenas uma das múltiplas faces da massa. Há uma foto perturbadora do 1º de Maio em Moscou, na futura Praça Vermelha, em frente ao Kremlin. Numa espécie de cruzamento cronológico, a multidão revolucionária – uma mistura de tropas, soldados a cavalo, passeatas operárias – adquire um perfil familiar, o da coreografia tradicional do socialismo real. Somente a ausência de tanques, de uma tribuna de apparatchiks [o alto escalão do PC] e de grandes retratos de Lenin e Stalin pendurados nas fachadas dos edifícios nos lembra que tudo isso ainda está por vir. O czarismo celebrou sua glória nesse mesmo lugar. A revolução apropria-se dele, muda seu significado, mas a geometria das passeatas que o permeiam revela de súbito a imagem do futuro e, ao mesmo tempo, a força de um atavismo histórico que inegavelmente insere o ano de 1917, contra a sua vontade, num longo período […].

(LÖWY, Michel. Revoluções. São Paulo: Boitempo, 2009, p. 158.)

Com relação à Revolução Russa de 1917 e seus desdobramentos políticos na construção da URSS e em outras nações, identifique como verdadeiras (V) ou falsas (F) as seguintes afirmativas:

( ) A recepção do acontecimento da Revolução Russa no Brasil foi amplamente favorável. Vários periódicos brasileiros de grande circulação lançaram notas em apoio à Revolução Bolchevique, criando assim uma prolífica imprensa engajada.
( ) O ano de 1917 dá início a um processo que transformou o mundo, sendo chamado por um importante analista de “utopia concreta”. Entretanto, os períodos que se seguem na construção do socialismo histórico apresentaram um universo militarizado e autoritário, que, por fim, revelou uma longa e trágica história de abusos e violências.
( ) Embora o fim da URSS tenha ocorrido após os eventos que vão de 1989, com a queda do muro de Berlim, até dezembro de 1991, com o golpe de estado que derrubou Gorbatchev, a URSS teve outro momento de grande abalo por volta de 1956, quando vieram a público os crimes de estado do período de Stalin.
( ) O período em que Stalin esteve no controle da URSS foi de abertura política, graças à intercessão de Trotsky, que estabeleceu uma rede de contatos em todo o mundo, incluindo figuras como o muralista Diego Rivera e a pintora Frida Kahlo.

Assinale a alternativa que apresenta a sequência correta, de cima para baixo.

a) V – F – F – V.
b) F – V – V – F.
c) F – F – V – V.
d) V – V – F – V.
e) F – F – V – F.

03) (Famerp 2018) Seja como for, o comunismo não se limitava à Rússia. […] Uma das minhas primeiras experiências políticas, quando me tornei membro do partido [comunista] na época em que ainda estudava em Berlim, foi uma discussão com o companheiro responsável por meu recrutamento. Ele ficou desconcertado quando lhe disse: “Bem, todo mundo sabe que a Rússia é um país atrasado, por isso podemos esperar que o comunismo tenha suas derrotas por lá.” (Eric J. Hobsbawm. O novo século, 2000.)

A afirmação do estudante de Berlim e futuro historiador inglês baseava-se na ideia de que

a) as revoluções operárias vitoriosas ocorreram ao longo da história nos países mais industrializados.
b) as rupturas sociais radicais, inauguradas pela Revolução Francesa, deram origem a regimes totalitários.
c) o sucesso revolucionário seria possível somente no caso da propagação da revolução para países dominados pelos europeus.
d) a vitória dos comunistas na Rússia foi liderada por partidos oriundos dos movimentos camponeses.
e) a revolução bolchevista deveria enfrentar a questão do desenvolvimento econômico do país.

04) (Pucsp 2018)“Vamos trabalhar com o rifle por perto” 

São os dizeres do cartaz abaixo, afixado em lugares públicos das grandes cidades russas em 1920.

Exemplo de propaganda do governo revolucionário, é CORRETO afirmar que a finalidade do cartaz era

a) arregimentar as massas trabalhadoras para a derrubada da república liberal instalada em fevereiro de 1917.
b) manter os trabalhadores mobilizados para a guerra civil em curso, na defesa da revolução bolchevique contra seus inimigos, internos e externos.
c) defender o governo provisório, liderado por Alexander Kerensky , com apoio dos socialistas moderados.
d) incentivar a os trabalhadores a integrar o Exército Branco, que reunia contrarrevolucionários russos e potencias estrangeiras.

05) (Uefs 2018) Uma política foi sendo aos poucos colocada em prática, desde 1919, pelos países vencedores na Primeira Guerra Mundial: não intervir, porém conter o bolchevismo. Formar uma “barragem contínua”, apoiando-se no exército polonês e no exército romeno. Era o primeiro esboço do mais tarde chamado “cordão sanitário”.(Jean-Jacques Becker. O Tratado de Versalhes, 2011. Adaptado.)

O historiador alude, implicitamente,

a) à irrelevância da revolução russa nas relações internacionais.
b) à ausência de plano no combate dos capitalistas ao socialismo soviético.
c) à aliança entre nações capitalistas e forças czaristas no combate ao socialismo.
d) à defesa pelo Ocidente das liberdades democráticas nos estados socialistas.
e) à consolidação da revolução socialista na Rússia soviética.

06) (Pucrj 2018) A Revolução Socialista na Rússia, em 1917, foi um dos acontecimentos mais significativos do século XX, uma vez que derrubou o regime tzarista e estabeleceu o socialismo no país. Sobre o contexto sociopolítico anterior à Revolução, analise as afirmativas a seguir:

I. A maior parte da população estava no campo, submetida a condições de trabalho muito precárias devido a um sistema fundiário concentrado.
II. A indústria e o setor financeiro se desenvolveram muito ao longo do século XIX e se tornaram a base de uma forte burguesia nacional.
III. A igreja ortodoxa mantinha forte influência sobre a elite aristocrática e era um dos pilares ideológicos do regime monárquico.
IV. No decorrer do século XIX, o operariado russo tornou-se a principal oposição ao regime monárquico através de uma sólida rede de sindicatos e partidos.

Estão corretas SOMENTE as afirmativas:

a) I e II.
b) II e III.
c) I e III.
d) I e IV.
e) III e IV.

07) (UFRGS 2017) Considere as afirmações sobre a Revolução Russa de 1917 e seus desdobramentos.

I – Após a chamada “Revolução de Fevereiro”, de 1917, e a abdicação do czar Nicolau II, foi instaurado um regime parlamentar liberal, mais tarde removido pela Revolução Bolchevique de outubro do mesmo ano.
II – Durante a guerra civil que se seguiu à Revolução, os Estados Unidos e as principais potências europeias apoiaram a luta dos bolcheviques contra os chamados “brancos” contrarrevolucionários.
III – Nos grandes expurgos da década de 1930, muitos dos “velhos bolcheviques”, antigos revolucionários aliados de Lênin, foram removidos do poder e executados a mando de Josef Stalin.

Quais estão corretas?

a) Apenas I.
b)Apenas II.
c) Apenas III.
d) Apenas I e III.
e) I, II e III.

08) (Pucsp) O Estado Soviético, formado após a Revolução Russa, cuidou de expurgar da cultura desse país toda e qualquer manifestação artística que estivesse, no entendimento das autoridades, associada ao chamado “espírito burguês”. Foi criada, então, uma política cultural que decretava como arte oficial apenas as expressões que servissem de estímulo para a ideologia do proletariado. Dessa forma, foi consagrado um estilo conhecido por:

a) expressionismo soviético – que, através de uma orientação estética intimista, procurava expor a “alma inquieta dos povos eslavos”, que passaram a integrar a União das Repúblicas Socialistas Soviéticas.

b) abstracionismo proletário – que, através da decomposição geométrica do real, exprimia a “ordenação sincrônica da sociedade comunista”.

c) realismo socialista – que, através de composições didáticas, esteticamente simplificadas, procurava enaltecer a “combatividade, a capacidade de trabalho e a consciência social” do povo soviético.

d) romantismo comunista – que, através de um figurativismo apenas sugestivo, procurava realizar a “idealização do mujique”, o camponês russo típico, como representante das raízes culturais russas.

e) concretismo operário – que, através de uma concepção criadora autônoma – não resultante de modelos -, utilizava elementos visuais e táteis, com o objetivo de mostrar a “prevalência do concreto sobre o abstrato”- ideia básica no materialismo dialético.

09) exerciciosmundoeducacao.bol.uol.com.br “O resultado foi totalmente previsível: as pessoas começaram a passar fome, em números cada vez maiores. Um camponês que não tivesse a aparência de alguém que estava esfomeado era imediatamente considerado suspeito pelas autoridades soviéticas de estar estocando comida. Como relata um historiador, “Um ativista comunista, após fazer uma busca minuciosa pela casa de um camponês que não aparentava a mesma fome dos demais, finalmente encontrou um pequeno saco de farinha misturada com casca de árvore e folhas. O material foi confiscado e despejado em um lago do vilarejo.” (WOODS, Thomas. A fome na Ucrânia – um dos maiores crimes do estado foi esquecido. IMB)

O texto de Thomas Woods faz referência a uma estratégia de privação de alimentos aplicada à população ucraniana pelo líder soviético Josef Stalin. Essa medida levou milhões de ucranianos à morte por inanição. Esse episódio ficou conhecido como:

a) Holodomor
b) Política da fome.
c) Holocausto
d) Shoa
e) NEP

10) exerciciosmundoeducacao.bol.uol.com.br Leia o texto a seguir: “[…] De um certo modo, os companheiros de Lenine, a um passo da morte, continuavam a pensar que ‘o partido era o proletariado’, e que seu chefe, Stálin, não se apartara da causa proletária. O pensamento ideológico se processa por meio de identificações em cadeia: é sempre um raciocínio, embora muitas vezes irrazoável. E nada mais fácil do que aceitar raciocínios em si verossímeis, mas absurdos com referência à realidade. ” (Aron, Raymond. Paz e Guerra entre as nações. Brasília: Editora da Universidade de Brasília, Instituto de Pesquisas e Relações Internacionais; São Paulo: Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, 2002. pp. 244-245)

Para o autor, o raciocínio dos companheiros de Lenine não se ajustava à realidade:

a) porque Stalin não tinha pretensão de prosseguir com o comunismo na URSS.
b) porque o proletariado não tinha uma ideologia, mas sim um programa de ação revolucionária ininterrupto rumo à perfeita sociedade comunista.
c) porque Stalin abriu as portas da URSS ao capitalismo e ao livre mercado.
d) porque não havia, nas ideias de Lenin, nenhuma perspectiva política que aprovasse o uso da violência.

e) porque a ideologia que Lenin desenvolveu, a partir das ideias de Marx, fez com que seus companheiros, mesmo estando a caminho da morte ordenada por Stalin, ainda acreditassem que aquilo acontecia em nome do proletariado.

11) (UFFRJ) Em 1921, o problema nacional central era o da recuperação econômica – o índice de desespero do país é eloquente: naquele ano, 36 milhões de pessoas não tinham o que comer. Nas novas e ruinosas condições da paz, o “comunismo de guerra” revelava-se insuficiente: era preciso estimular mais efetivamente os mecanismos econômicos da sociedade. Assim, ainda em 1921, no X Congresso do Partido, Lenin propõe um plano econômico de emergência: a Nova Política Econômica.
NETO, J. P. “O que é Stalinismo”. São Paulo: Brasiliense, 1981.

Sobre a chamada Nova Política Econômica é correto afirmar que:

a) ela reintroduziu práticas de exploração econômica anteriores à Revolução Russa de 1917, que se traduziram num abandono temporário de todas as transformações socialistas já feitas e um retorno ao capitalismo.

b) ela consistiu na manutenção de elementos econômicos socialistas, na organização da economia (como o planejamento) e na permissão para o estabelecimento de elementos capitalistas por meio da livre iniciativa em certos setores.

c) ela significou fundamentalmente uma reforma agrária radical que promoveu a coletivização forçada das propriedades agrárias e a construção de fazendas coletiva, os Kolkhozes.

d) seu resultado foi catastrófico, mesmo permitindo a volta controlada de relações capitalistas na economia, já que ela ampliou ainda mais o nível de desemprego e produziu fome em grande escala.

e) ela significou, com a abertura para o capitalismo, um aumento substancial da produção industrial, mas, ao mesmo tempo, por ter retirado todos os incentivos anteriormente concedidos à produção agrícola, foi a razão da ruína do campo.

12) O sistema político que organizava a sociedade russa do século XVI ao início do XX, era o czarismo. Era um governo:

a) Absolutista: o czar (imperador), centralizava todo o poder em suas mãos.
b) Democrático: Os governantes eram escolhidos por meio de eleições.
c) Absolutista: Os governantes eram escolhidos por meio de eleições.
d) Democrático: o czar (imperador), centralizava todo o poder em suas mãos.

e) Absolutista e Democrático: o czar, que detinha todo o poder em suas mãos – era eleito pelo povo.

13) Os russos ficaram para trás na Revolução Industrial em relação ao Reino Unido, Alemanha, França e Áustri-Hungria, porque

a) A Rússia investiu tanto na economia agrícola, quanto na modernização de equipamentos e técnicas industriais.
b) Seus vizinho europeus investiram somente na economia agrícola, deixando a industrialização de lado.
c) Seus vizinhos europeus se modernizaram e investiram na indústria, enquanto a Rússia ainda sustentava uma economia fundamentalmente agrícola (sistema feudal).
d) A Rússia não investia nem na economia agrícola e nem na modernização industrial.
e) Seus vizinhos europeus se modernizaram e investiram na economia agrícola, enquanto a Rússia se modernizava na indústria.

14) Em fevereiro de 1917, uma manifestação em prol do Dia Internacional da Mulher, em São Petersburgo, se transformou em um protesto geral. A manifestação conseguiu o apoio dos soldados insatisfeitos com o resultado da Rússia na guerra. As manifestações ganharam força.

Ainda no mês de fevereiro, o povo, apoiados com soldados, invadiram o palácio e forçaram a renúncia de czar. Os soldados e operários constituíram os sovietes (ou Conselhos Operários).

Dessa maneira, a burguesia e a aristocracia se organizavam na Duma e os trabalhadores, soldados e camponeses organizavam-se nos sovietes. Esse movimento ficou conhecido como

a) Poder máximo duplo
b) Duplo poder
c) Duplo poder da esquerda
d) Poder máximo
e) Duplo poder máximo

15) Insatisfeitos com a retirada do poder, os mencheviques se uniram aos aristocratas. Apoiados por diversos países – Reino Unido, França, Japão e Estados Unidos – os mencheviques reagiram. O Exército Branco (menchevique) entrou em confronto com o Exército Vermelho (bolchevique), iniciando assim, a Guerra Civil na Rússia. Os bolcheviques confiscaram toda a produção russa para a guerra, – não recebiam financiamento externo – uma política econômica chamada de:

a) Financiamento comunista
b) Financiamento de guerra
c) Comunismo de finanças
d) Política Econômica de financiamento
e) Comunismo de guerra

Gabarito

1) B

2) B

3) E

4) B

5) E

6) C

7) D

8) C

9) A

10) E

11) B

12) A

13) C

14) B

15) C

 

PUBLICIDADE

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.