Reino Unido declara que lagostas, caranguejos e polvos têm consciência de si e sentem dor

Nova legislação no Reino Unido declara que lagostas, caranguejos e polvos sentem dor e têm consciência de si.

O país financiou uma pesquisa feita pela London School of Economics and Political Science (Faculdade de Ciências Econômicas e Política de Londres) para avaliar o senso de existência desses animais. O objetivo da pesquisa era identificar se animais como lagostas, caranguejos e polvos sentem dor e se possuem consciência de si.

A conclusão desse estudo foi de que há fortes indícios que os cefalópodes e crustáceos têm consciência de si. O resultado vai servir como base para a nova legislação do Reino Unido para proteger e assegurar o bem estar dos animais.

Sobre o que fala a lei

A proposta recebeu o nome de “Animal Welfare (Sentience) Bill” que em tradução para o português fica algo como Projeto de Lei de Bem-estar Animal (Senciente).

Com esse nome já podemos ter uma ideia do que essa lei tem como objetivo: o bem-estar dos animais que são conscientes. Essa preocupação ocorre porque são animais de interesse econômico e são amplamente comercializados como iguarias culinárias.

Essa lei já existia há um tempo, mas só contemplava animais vertebrados. Como os cefalópodes e crustáceos não possuem uma estrutura óssea bem definida, apesar de serem dotados de sistema nervoso central complexo, eles não eram cobertos pela legislação.

Quando entrar em vigor, essa Lei vai permitir estudos sobre a qualidade de vida que esses animais estão expostos, tanto no seu habitat natural quanto em criadores. Também será proposta a criação de comitês específicos para cuidar da flora e proteção dos caranguejos, lagostas e polvos.

Cefalópodes e crustáceos

Os polvos e lulas são os principais representantes dos cefalópodes, que são animais com “pés na cabeça”.

Eles são predadores marinhos e podem mudar de cor como mecanismo de defesa ou para reprodução. Ademais, seu sistema nervoso é bem complexo e algumas pesquisas já demonstraram que eles podem aprender habilidades e que sentem dor.

Referente aos crustáceos, eles são animais com uma casca de proteção para o corpo e seus maiores representantes são: lagostas, siris, camarões e caranguejos.

Esses animais têm grande importância na cadeia alimentar e também para a economia de muitos países, pois estão disponíveis comercialmente para consumo humano.

Ademais, como já há comprovação de que animais como lagostas, caranguejos e polvos sentem dor, os cientistas indicam que evite cozinhá-los vivos.

Se você gostou desse tema e quer conhecer mais sobre ele e outros assuntos, clica aqui!

você pode gostar também

Comentários estão fechados.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More