Pingente de 41.500 anos pode ser uma das joias mais antigas do mundo

O ornamento foi encontrado na caverna Stajnia na Polônia e a datação por radiocarbono revelou sua idade.

Um estudo realizado por uma equipe internacional de pesquisadores descobriu o mais antigo pingente de marfim conhecido da Eurásia. O ornamento foi encontrado na caverna Stajnia na Polônia e a datação por radiocarbono revelou que ele tinha 41.500 anos.

A Caverna Stajnia é um abrigo natural e o local vem sendo estudado desde 2006. Durante as escavações, uma série de restos de Neandertais, ossos de animais e outros artefatos foram descobertos. As descobertas foram publicadas na semana passada na Scientific Reports.

Em 2010, os escavadores encontraram dois fragmentos de um pingente de marfim ornamentado e um fragmento de furador. O pingente tem formato oval com margens arredondadas. Ele também tem dois orifícios perfurados e decorações com padrões de perfurações sequenciais.

A maior peça do pingente tem 4,5 cm de comprimento e 1,5 cm de largura, enquanto o furador mede 68,33 mm de comprimento. A equipe usou metodologias digitais, como varreduras micro-tomográficas e reconstrução 3D.

A análise de espectrometria de massa revelou que o pingente era feito de marfim de mamute e o furador de osso de cavalo.

A co-autora Andrea Picin do Instituto Max Planck de Antropologia Evolucionária em Leipzig acrescentou que as idades do pingente de marfim e do furador de osso finalmente demonstram que a dispersão do Homo sapiens na Polônia ocorreu já na Europa Central e Ocidental.

você pode gostar também

Comentários estão fechados.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More