Relatório individual do aluno no 1° ano do ensino fundamental

Confira alguns modelos para inspiração na hora de produzir um relatório individual do aluno no 1° ano do fundamental.

0

O relatório individual do aluno é uma forma de a escola comunicar aos pais o desenvolvimento dos filhos. Isso durante algum período determinado pela própria instituição de ensino.

Essa forma de comunicação é de grande importância para que os pais estejam à parte de tudo o que está acontecendo com o filho nas salas de aula. Por isso, é fundamental que esteja no relatório as dificuldades e as qualidade da criança.

O primeiro ano do ensino fundamental é uma nova etapa de adaptação. Por isso, os familiares precisam ter a consciência de como tem sido o processo para o estudante.

Confira agora alguns modelos de relatório individual do aluno no 1° ano do ensino fundamental.

Relatório individual do aluno no 1° ano do ensino fundamental

Modelo 1

(nome do estudante) teve um excelente progresso no 1° ano do ensino fundamental. Em todas as propostas, conseguiu um ótimo desempenho. Nas atividades promovidas em aula, sempre mostrou entusiasmo.

Além disso, conseguiu um impressionante crescimento na escrita, atingindo um nível mais esperado que o normal. (nome do estudante) também apresenta ideias de segmentação e consegue produzir pequenos textos.

(nome do estudante) também demonstra interesse em saber se a ortografia está correta e gosta muito de leitura interpretativa e de livros.

Tem um bom raciocínio lógico e consegue operar com  adições e subtrações.

A família se mostra bem participativa e sempre zela pela presença nas aulas e pelas atividades escolares.

Modelo 2

Neste semestre, (nome do estudante) obteve uma boa evolução. Porém, na hora da escrita, apresenta algumas dificuldades, como erro de continuação e irregularidades ortográficas.

Na leitura, também se confunde em algumas palavras e não consegue produzir textos de forma independente.

(nome do estudante) se mostra desatenta nas aulas. Inclusive, é importante que os pais estejam atento e conversem com (nome do estudante), pois isso pode prejudicar em seu desenvolvimento.

Além disso, possui um bom raciocínio lógico e consegue operar contas simples de adição e subtração.

A participação da família nas reuniões escolares é considerada boa, mas é necessário maior zelo na frequência de (nome do estudante) nas aulas, pois seu desempenho pode ser prejudicado.

 

Modelo 3

No que diz a leitura e escrita, (nome do estudante) obteve um ótimo rendimento. Já consegue produzir textos de sua própria imaginação e possui muita facilidade em organizar suas ideias.

Na parte da leitura, consegue interpretar e explicar com as suas próprias palavras.

Na área da matemática, possui mais dificuldades. Não consegue realizar com segurança algumas operações de raciocínio lógico. Sempre é necessário acompanhamento com essas atividades. Até mesmo em operações mais simples de adição e subtração.

(nome do estudante) é uma criança muito comunicativa e gosta muito de interagir com os colegas de sala. Além de ser muito cuidadosa com seus materiais escolares.

A família é muito participativa na escola. Porém, é necessária maior atenção com as atividades de casa, pois muitas vezes não são entregues em dia.

 

Modelo 4

(nome do estudante) se desenvolveu de forma lenta e gradual. Conseguiu aprender todo o alfabeto, mas ainda possui dificuldades com os números.

Ainda no início do ano letivo,não conseguia estabelecer uma relação entre a fala e a escrita. Porém, agora conseguiu avançar nessa área e já consegue determinar quando usar consoantes ou vogais.

Possui um bom raciocínio lógico, mas não consegue contar até números muito elevados. Apesar disso, consegue realizar contas de adição e subtração sem suportes.

Algumas vezes (nome do estudante) se mostra desmotivado para realizar as atividades, mas as de casa sempre são entregues dentro do prazo.

Enquanto nas explicações, se mostra muito desatento e as vezes chega a ser necessário chamar a sua atenção. Consegue interagir muito bem com os colegas, mas sempre que é contrariado, reage com choros.

A presença de (nome do estudante) é considerada boa.

 

Modelo 5

Como já dito antes, (nome do estudante) se mostra com o desenvolvimento baixo para um aluno de 1° ano do ensino fundamental. Sempre anda distraído e não tem motivação para as atividades.

Além de as tarefas, em sua maioria, ficarem por fazer. É muito descuidado com os materiais escolares e sempre acaba perdendo os seus pertences.

Seu  nome é escrito com muita dificuldade  e as vezes acaba esquecendo de algumas letras. Na parte matemática, consegue realizar contas bem simples, mas com ajuda da professora.

Ainda possui dificuldade com raciocínio lógico e sempre quer brincar. Isso faz com que deixe de realizar atividades. Além disso, não segue as regras e sempre precisa de novas orientações.

(nome do aluno) é muito inquieto. Fica andando pela sala e tem um grande interesse por música, história e gibis.

A família deve estar mais atenta ao desenvolvimento de (nome do estudante), pois sua frequência nas aulas é abaixo que o normal e as atividades geralmente não são entregues em dia.

 

Modelo 6

 (nome do estudante) é uma criança muito esforçada. Porém, apresenta dificuldades em pronúncia. Mas, de acordo com retorno feito pelos pais, já está em tratamento.

Sua frequência, a princípio, foi abaixo do esperado. Por isso, seu desenvolvimento foi lento e gradual. Teve muita dificuldade em aprender o alfabeto. Mas, já consegue relacionar a fala e a escrita.  Seu raciocínio lógico é excelente e tem muita facilidade com os números.

Apesar de a frequência hoje não ser como a princípio, é necessário tomar cuidado, pois as faltas prejudicam o desempenho do estudante.

(nome do estudante) é muito solidário e se comunica muito bem com os colegas.

Recomendamos um maior acompanhamento da criança em casa, para ajudar nas atividades para casa e para um maior desenvolvimento de sua leitura.

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.