Ritmo de contágio do coronavírus no Brasil está igual ao da Itália e crescendo

O número de casos confirmados do novo coronavírus tem crescido cada vez mais. Segundo estudos, o ritmo é semelhante ao da Itália há algumas semanas.

0

Os casos confirmados do novo coronavírus no Brasil têm crescido em um ritmo semelhante ao da Itália há algumas semanas. De acordo com dados de um estudo guiado por sete universidades, nesta terça-feira, 24, o número de confirmações pode ultrapassar 3 mil.

O cálculo, de acordo com o professor Roberto Kraenkel, do Instituto de Física Teórica da Universidade Estadual de São Paulo (UNESP), chega ao resultado de que a curva epidêmica brasileira é semelhante às da Itália e Espanha.

Estimativa de crescimento da Covid 19 no Brasil
Fonte: G1

Até as últimas informações fornecidas pelo Ministério da Saúde, o Brasil possui 654 casos, além de sete mortes causadas pelo vírus. O gráfico acima, elaborado pela Unesp, mostra que podem surgir cerca de 3,4 mil casos confirmados até a próxima terça-feira, 24.

Tempo de duplicação de infectados

O Observatório Covid-19 BR estuda os números da pandemia no Brasil. A equipe é composta por professores de sete universidades, sendo: Unesp, Unicamp, USP, UnB, UFABC, Berkley (EUA) e Oldenburg (Alemanha).

O tempo de duplicação dos infectados está presente entre os cálculos feitos pelos pesquisadores. Uma das formas de fazer esse acompanhamento é seguindo o tempo diário de publicação. Assim, se as formas de contenção gerarem algum efeito, será possível saber se o vírus está sendo “domado”.

PUBLICIDADE

De acordo com o Ministério da Saúde, até a última quinta-feira, esse tempo está de 2,28 dias, e caindo. Ou seja, no Brasil, a cada 54 horas e 43 minutos, dobra o número de contaminados. Quanto mais baixo o tempo, mais rápido a pandemia se alastra.

Tempo de duplicação do Covid-19 no Brasil
Fonte: G1

O número de testes feitos é um dos fatores que interfere nesses cálculos, pois na Itália, por exemplo, até o dia, 9, cerca de 60 mil pacientes haviam sido testados. Porém, na Coréia do Sul, esse número chegou a ser quatro vezes maior.

Previsões

De acordo com um estudo preliminar da Universidade de Brasília, apenas em São Paulo, prevê-se que sejam confirmados 1,3 mil casos nos próximos 30 dias e 30 mil em 60 dias.

Para o Rio de Janeiro, a Secretaria Estadual de Saúde afirmou que podem existir duas possibilidades de curva, sendo 4 mil casos, se as medidas de isolamento forem eficazes, e 24 mil, se a população não seguir as determinações.

Veja também: 

PUBLICIDADE

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.