Considerada umas das melhores do mundo, a educação finlandesa tem 5 princípios de sucesso

Em 2016, a Finlândia reformou o currículo escolar que estabelece objetivos-chave para a educação do país. Veja mais!

A educação na Finlândia é considerada uma das melhores do mundo. Isso se deve a uma reforma curricular realizada em 2016 pela Agência Nacional Finlandesa para a Educação com a finalidade de estabelecer novos objetivos-chave para as instituições de ensino do país. Acompanhe a leitura e saiba quais são os princípios da educação finlandesa.

Leia mais: 10 regras das escolas do Japão, que dificilmente vemos aqui no Brasil

Tais objetivos visam promover uma maior participação dos estudantes em classe, aumentar o entendimento da importância da aprendizagem e, além disso, permitir que todos os alunos se sintam capazes e bem-sucedidos durante o período escolar. Com isso, os estudantes adquirem uma maior autonomia em relação ao seu processo de aprendizado, além de se autodisciplinarem.

Nesse sentido, os princípios que regem o sistema educacional da Finlândia destacam a escola como uma comunidade de aprendizagem. Portanto, confira agora quais são estes princípios:

Foco no desenvolvimento de habilidades

O novo currículo enfatiza habilidades como organização, disciplina, competência cultural, interação e expressão. Com isso, os alunos podem desenvolver um maior controle da vida social, porém sem esquecer da vida estudantil e profissional. Além disso, existe também uma ênfase na construção de habilidades ativas como empreendedorismo, participação social, entre outros.

Apoio governamental

Para promover as alterações da nova reforma nas instituições de ensino, a Agência Nacional de Educação da Finlândia sempre está em busca de novas ferramentas que apoiem a aprendizagem do melhor jeito possível. Nesse sentido, a agência reconheceu a realidade aumentada como uma ótima tecnologia emergente e, com isso, auxiliou no desenvolvimento de um programa de impressão em Realidade Aumentada e 3D para desenvolver uma cultura escolar positiva, por exemplo.

Diferentes formas de ensino ao aluno

Cada estudante tem suas individualidades, e por isso, não é possível ensinar da mesma maneira para todos. Então, os educadores precisam diferenciar suas aulas, uma vez que cada aluno tem seus próprios objetivos, e estes são pré-acordados todos os anos entre professor, aluno e responsáveis.

Diversidade na avaliação dos alunos

O novo currículo finlandês tem um maior foco na diversidade dos métodos de avaliação, bem como na avaliação que determina e mede o aprendizado. Sendo assim, as notas sobre o progresso acadêmico de cada aluno são dadas a ele e aos responsáveis de forma regular. Além disso, o retorno avaliativo também é feito de outras formas, como auto avaliações ou avaliações entre pares.

Um papel ativo para estudantes

Outra grande inovação do currículo finlandês é que os professores deixam o aluno falar e fazer mais. Ou seja, o papel dos educadores é facilitar o aprendizado, enquanto os alunos estabelecem suas metas e solucionam problemas por conta própria, além de trabalharem em equipe. Também estimula-se a curiosidade com estudos em ambientes fora da sala de aula, como o pátio, uma reserva florestal, uma biblioteca ou até mesmo um shopping center.

Todos esses princípios são de suma importância para a educação finlandesa, porém o mais especial é que tal sistema nacional tem o objetivo de auxiliar todos os estudantes a crescerem de forma humanizada.

você pode gostar também

Comentários estão fechados.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More