Cidadãos que trabalharam entre 1971 e 1988 podem encontrar uma surpresa na conta bancária

Mais de R$ 22 bilhões foram liberados para os contribuintes desse período.

Através de arrecadações feitas pelo PIS/Pasep, cidadãos que trabalharam entre 1971 e 1988 tem direito a um abono, visto que muitos deles deixaram alguns valores no banco. Esses mais de 12 milhões de brasileiros contemplados poderão acessar informações no aplicativo do FGTS e sacar esses pagamentos até 1 de junho 2025.

Leia mais: Calendário completo de pagamentos do 13º salário do INSS; confira

Diferença entre PIS e Pasep

O Programa de Integração Social, o PIS, busca integrar empregados do setor privado com o desenvolvimento das empresas, além de ser responsabilidade da Caixa. Já o Pasep é o Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público, que funciona como um fundo destinado aos empregados do setor público, sendo esses funcionários da União, Estados, Municípios e Distrito Federal.

Quem tem direito ao PIS/Pasep “esquecido”?

Basicamente, o saque desses abonos, como está ligado ao PIS/Pasep, é direcionado apenas aos cidadãos que trabalharam em empresas privadas (PIS) ou empresas públicas (Pasep) entre 1971 e 1988. Por conta disso, todas as arrecadações são feitas para o Fundo de Amparo ao Trabalhador, que antes ajudou a pagar o Programa Seguro-Desemprego de 1988.

Ademais, as empresas e órgãos públicos que depositam dinheiro no PIS/Pasep em nome dos seus funcionários e contratados fazem parte dessa lista. Afinal, cada trabalhador possui uma cota do fundo.

Assim, os contribuintes que trabalharam até esse ano e não fizeram o saque do benefício, podem ter acesso a esses valores em suas contas. Além disso, é importante entender que os valores podem ser diferentes em cada caso e devem variar bastante entre o tempo de contribuição para o programa. Inclusive, só estarão disponíveis em alguns casos, como aposentadoria, neoplasia maligna, SIDA/AIDS e idade superior aos 60 anos.

Onde encontrar informações sobre os pagamentos?

Para os indivíduos que realizaram atividades e contribuíram para o fundo durante esse período, é possível acessar informações sobre valores, condições e datas de pagamento no portal do FGTS. No caso de funcionários de empresas privadas, as consultas também estão disponíveis no site da Caixa, enquanto funcionários públicos devem acessar o portal do Banco do Brasil.

você pode gostar também

Comentários estão fechados.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More