Tântalo

O tântalo é um metal raro, azul acinzentado e brilhante. É muito duro, tem um alto ponto de fusão e é altamente resistente.

0

O tântalo (símbolo químico Ta, número atômico 73) é um metal raro, azul acinzentado e brilhante. É muito duro, tem um alto ponto de fusão e é altamente resistente à corrosão.

Capacitores feitos com tântalo e seu óxido são amplamente utilizados em telefones portáteis, computadores pessoais e eletrônicos automotivos. O tântalo também é usado para fazer ferramentas de metal para usinagem, e para a produção de superligas para componentes de motores a jato.

Também serve para criar equipamentos de processos químicos, reatores nucleares e peças de mísseis. Dada a sua inércia, o tântalo é frequentemente utilizado em instrumentos cirúrgicos e implantes.

O pentóxido de tântalo é usado para fazer vidro especial para lentes de câmeras. O carboneto de tântalo é útil para fazer compósitos extremamente duros com metais e grafite , e esses compósitos são usados ​​em várias ferramentas.

Ocorrência e isolamento

O tântalo ocorre principalmente nos minerais tantalita e euxenita. A tantalita é geralmente encontrada misturada com columbita em um minério chamado coltan. Outros minerais contendo tântalo incluem samarskita e fergusonita.

Os minérios de tântalo são extraídos na Etiópia, Austrália, Brasil, Egito, Canadá, República Democrática do Congo, Moçambique, Nigéria, Portugal, Malásia e Tailândia . A exploração de recursos nas regiões de conflito do Congo levantou questões éticas sobre os direitos humanos e a vida selvagem em perigo.

Várias etapas complicadas estão envolvidas na separação do tântalo do nióbio. A produção comercialmente viável deste elemento pode seguir um de vários métodos diferentes, tais como: eletrólise de fluorotantalato de potássio fundido; redução de fluorotantalato de potássio com sódio e reação de carboneto de tântalo com óxido de tântalo.

O tântalo é também um subproduto da fundição de estanho.

História

O tântalo foi descoberto na Suécia em 1802 por Anders Ekeberg e isolado em 1820 por Jöns Berzelius. Muitos químicos contemporâneos acreditavam que o nióbio e o tântalo eram o mesmo elemento, até que os pesquisadores mostraram (em 1844 e 1866) que os ácidos nióbico e tantálico são compostos diferentes.

Os primeiros investigadores foram capazes de isolar apenas o metal impuro. O primeiro metal dúctil relativamente puro foi produzido por Werner von Bolton em 1903. Fios feitos com metal de tântalo foram usados ​​para lâmpadas até serem substituídos por tungstênio.

O nome tântalo é derivado do personagem mitológico grego Tântalos, pai de Niobe.

Características notáveis

O tântalo é um metal de transição que se encontra no sexto período da tabela periódica. Fica entre o háfnio e tungstênio. Além disso, está localizado no grupo cinco (antigo grupo 5B), logo abaixo do nióbio. Suas propriedades químicas são semelhantes às do nióbio.

Este elemento é escuro, denso, dúctil, muito duro e facilmente fabricado. É altamente condutor de calor e eletricidade. É conhecido pela sua resistência à corrosão por ácidos. Em temperaturas abaixo de 150 °C, é quase completamente imune ao ataque da água regia.

Pode ser dissolvido com ácido fluorídrico ou soluções ácidas contendo o íon flúor e trióxido de enxofre, bem como com uma solução de hidróxido de potássio. O ponto de fusão de tântalo de 3.017 °C (ponto de ebulição 5.458 °C) é excedido apenas pelos pontos de fusão do tungstênio e do rênio.

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.