Técnico em Logística – Salário e Média Salarial

Encarregar-se do transporte e armazenamento da mercadoria de uma empresa e planejar a movimentação dos recursos e serviços estão entre as atribuições de um técnico em logística ou logístico.

0

Você já ouviu falar da profissão técnico em logística ou logístico (esse último desempenhado por profissionais com nível superior?). As configurações do mercado de trabalho têm sofrido grandes alterações nos últimos anos, e para atender novas demandas, novas profissões vêm surgindo para atender às necessidades de grandes empresas. Se você tem interesse pela área, fique atento às informações que disponibilizaremos para você neste artigo.

Veja também: Quanto ganha um técnico em logística?

Afinal, o que faz um técnico em logística? Área promissora, a logística é um conceito que surgiu na área de administração de empresas. Cabe ao técnico em logística aprimorar o desempenho operacional de uma empresa, e dentre as funções desempenhadas pelo cargo estão:

  • Encarregar-se do transporte e armazenamento da mercadoria de uma empresa;
  • Compras, distribuição e entrega de produtos;
  • Planejamento da movimentação dos recursos e serviços para que as empresas atuem de maneira efetiva;
  • Aprimorar o desempenho operacional de uma empresa.

Esse é um mercado promissor? A resposta para a pergunta é sim, o mercado para os técnicos em logística ou logístico está em pleno vapor. Entre as empresas que contam com profissionais da área em seus quadros de funcionários estão indústrias, portos, aeroportos, transportadoras, comércios virtuais, atacadistas e varejistas, que buscam profissionais qualificados que sejam capazes de ajudar a empresa a reduzir custos, aumentar a eficiência e, consequentemente, a competitividade. Para isso, estão dispostas a oferecer bons salários.

A média salarial para o técnico em logística ou para o logístico pode variar de região para região, uma vez que cada uma delas apresenta especificidades dentro desse mercado. Inicialmente, a remuneração costumar variar entre 2 e 4 salários mínimos, caso o profissional tenha um nível técnico de formação.

Se o profissional contar com formação superior, o teto salarial pode subir para 6 a 8 salários mínimos. Isto é, o salário de um Técnico em Logística pode variar de R$ 1,7 mil (auxiliar/técnico em logística) até R$ 7,8 mil (cargos de chefia). A variação dependerá também da experiência e qualificação do profissional. Confira a média salarial oferecida aos profissionais que atuam na capital e no interior paulista em empresas de pequeno e médio porte:

  • Coordenador de Logística: R$ 7.533
  • Analista de Logística: R$ 2.939
  • Assistente de Logística: R$ 2.505

A logística é uma carreira bem remunerada, especialmente quando os profissionais da área atuam em grandes indústrias. Veja abaixo os salários oferecidos na indústria, nos setores de comércio e prestação de serviços:

Indústria

  • Auxiliar de Logística e Suprimentos: média de R$ 1.570
  • Gerente de Logística e Suprimentos: média de R$ 15.269

Comércio

  • Auxiliar de Logística e Suprimentos: média de R$ 1.406
  • Gerente de Logística e Suprimentos: média de R$ 13.510

Prestação de Serviços

  • Analista de Logística e Suprimentos: média de R$ 3.798
  • Gerente de Logística e Suprimentos: média de R$ 10.212

Veja agora a remuneração dos profissionais de logística que atuam nos seguintes setores:

Diretor de Logística

  • Mínimo: média de R$ 15.000
  • Máximo: média de R$ 22.000
  • Média geral: R$ 15.452

Coordenador de Logística

  • Mínimo: média de R$ 2.354
  • Máximo: média de R$ 6.440
  • Média geral: R$ 3.850

Supervisor de Logística

  • Mínimo: média de R$ 2.020
  • Máximo: média de R$ 5.842
  • Média geral: R$ 3.420

Técnico em Logística

  • Mínimo: média de R$ 1.429
  • Máximo: média de R$ 2.617
  • Média geral: R$ 1.920

Assistente em Logística

  • Mínimo: média de R$ 840
  • Máximo: média de R$ 2.420
  • Média geral: R$ 1.516

Para os logísticos que preferem trabalhar com consultoria, a média é a seguinte:

  • Mínimo: média de R$ 3.900
  • Máximo: média de R$ 7.000
  • Média geral: R$ 4.923

A formação do profissional da área de logística pode ser feita por meio de cursos técnicos, tecnólogos e também em bacharelados. De posse do diploma de graduação, o estudante pode buscar aprimoramento, realizando especializações através de outros cursos tradicionais, como Administração, Engenharia e Economia. Entre as instituições que oferecem os cursos de formação na área de logística está o SENAC (Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial). Confira outras instituições reconhecidas pelo MEC que oferecem graduação tecnológica, graduação que demandará dois anos de dedicação:

Universidades Privadas:

  • Universidade Cruzeiro do Sul (UNICSUL)
  • Universidade Norte do Paraná (UNOPAR)
  • Universidade Estácio de Sá (UNESA)
  • Universidade Anhanguera (ANHANGUERA)

Universidades Públicas:

  • Universidade de Pernambuco (UPE)
  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul (IFRS)
  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo (IFSP)
  • Universidade do Estado do Amazonas (UEA)
  • Universidade Federal do Tocantins (UFT)

No Brasil, apenas três cursos de bacharelado na área são reconhecidos pelo Ministério da Educação, todos com enfoque em engenharia: Engenharia de Transportes e Logística e Engenharia Ferroviária e Logística, nas universidades federais de Santa Catarina, Santa Maria (RS) e Pará.

Viu só? Invista em sua formação e torne-se um técnico em logística ou logístico. Aproveite as chances que o mercado de trabalho da área oferece e boa sorte!

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.