Tipos de discurso: Discurso direto, indireto e indireto livre

0 17

Temos na língua portuguesa alguns tipos de discurso, conhecidos como: discurso direto, indireto e indireto livre, formas textuais que vão de acordo com a intenção do autor ao apresentar as falas dos interlocutores de um texto, demonstrando aquilo que falam ou pensam. Vejamos o que são cada um deles, as suas diferenças e como podemos interpretá-los ou elaborar textos com as suas utilizações:

O discurso direto é aquele em que o narrador de uma história apresenta a fala entre os personagens fielmente. Nesse tipo de discurso ocorre uma pausa na narração, para o autor poder citar um diálogo que demonstre as características de fala de cada personagem, podendo haver sotaques, gírias, entre outros aspectos. A indicação das falas é feita pelo uso do travessão e é comum o uso de verbos declarativos, como perguntou, respondeu, disse, observe o exemplo abaixo:

Então, João foi ao médico e lhe perguntou:
– Doutor, quanto tempo de vida ainda me resta?

O discurso indireto é aquele em que o narrador descreve o que as personagens falam, contando ao leitor o que aconteceu. Nesse caso, não há uma representação fiel do que foi dito, por isso é considerado um discurso indireto, de forma que está presente no decorrer do texto, sem pausas. No são demonstradas as características de fala de cada interlocutor, mas também é comum a utilização dos verbos declarativos. Observe o exemplo:

João, apreensivo, perguntou ao médico quanto tempo de vida ainda lhe restava.

O discurso indireto livre é a junção dos dois tipos de discurso na mesma sentença, de forma que o narrador apresenta fielmente o que foi dito pelas personagens, mas fazendo uso de um discurso indireto em que ele mesmo está contando o que foi dito, ou seja, não há separação das falas como no discurso direto, mas são preservadas as pontuações, como interrogações, exclamações. Aqui, também é comum a utilização de verbos declarativos, observe o exemplo:

João estava apreensivo o dia todo com a consulta que teria com seu médico no final da tarde. Chegando lá, se identificou com a recepcionista e aguardou ser chamado. Ele não aguentava mais esperar, perguntando: Doutor, quanto tempo ainda me resta? Sua resposta não veio de imediato, é claro. O médico tentou ser cauteloso, até enfim vir a resposta: São estimados mais ou menos seis meses de vida, meu caro João.

Portanto, de forma resumida, podemos separar os tipos de discursos apresentando o que são e seus exemplo na tabela abaixo, veja:

 

Tipos de discurso

O que são

Exemplos

Discurso Direto

É aquele que o narrador cita as falas dos personagens fielmente por meio de travessão, dando uma pausa na narração para isso

Depois de todos os acontecimentos, Maria perguntou ao João:

– Como você pôde fazer isso comigo, João? Estou muito chateada.

Discurso indireto

É aquele que o autor diz o que foi falado pelos personagens, sendo uma forma de descrição indireta do que aconteceu na história

Depois de todos os acontecimentos, Maria, muito chateada, perguntou ao João por que ele havia feito isso com ela.

Discurso indireto livre

É a junção dos dois tipos de discurso. Nesse tipo, a fala dos personagens é incorporada a do narrador

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.