Como é o uso do hífen de acordo com as novas regras ortográficas?

Entenda as regras para utilização do hífen no novo acordo ortográfico

0

Com o Novo Acordo Ortográfico, algumas regras foram alteradas. Dessa forma, quem aprendeu ler e escrever antes da mudança acaba ficando confuso em alguns quesitos.

É o caso do hífen. Com a reforma quando devemos usá-lo de acordo com as novas regras ortográficas?

Palavras iniciadas com H

Toda vez que a palavra tiver um prefixo como: anti, co, mini, super, entre outros, e a segunda palavra for iniciada com H, se utiliza o hífen.

Exemplos de palavras com prefixo e que comecem com H:

  • anti-higiênico
  • co-herdeiro
  • mini-hotel
  • super-homem

No entanto, há uma exceção para essa regra. A palavra “subumano”, em sua junção entre sub + humano, perde o h.

Vogais Diferentes

Não se usa hífen quando o sufixo terminar com uma vogal diferente da que inicia a segunda palavra.

Alguns exemplos de palavras que se juntam e não usa hífen são:

  • extraoficial
  • aeroespacial
  • autoaprendizagem
  • semiaberto
Mas preste bem atenção, o prefixo “co” se junta com a segunda palavra mesmo se ela começar com a mesma vogal. Como é o caso de:
  • coordenar
  • cooperar

Vogais iguais

Se a primeira palavra começar com a mesma vogal, a qual começa a segunda palavra, o hífen sempre será usado. Por exemplo:

  • anti-inflamatório
  • arqui-inimigo
  • contra-ataque
  • micro-ondas

Consoante inicial diferente de R ou S

Quando a primeira palavra terminar com uma vogal e a segunda começar com uma consoante diferente de R ou S, não se deve usar o hífen.

Veja alguns exemplos:

  • seminovo
  • autopeça
  • geopolítica
  • neoliberalismo
No entanto, preste bastante atenção! Essa regra não vale para palavras, cujo prefixo seja “vice”.

Portanto, palavras que tiverem esse prefixo, necessitam do uso do hífen. Como é o caso de:

  • vice-rei
  • vice-presidente
  • vice-governador

Consoante inicial R ou S

Se a primeira palavra terminar com uma vogal e a segunda começar com as letras R ou S, o hífen não é usado. Nesses casos a letra R ou S é duplicada, como a seguir:

  • antissocial
  • ultrassom
  • minissaia
  • microssistema

Consoantes iguais

Se a primeira palavra terminar com uma consoante e a segunda palavra se iniciar com a mesma letra, o hífen é usado. Por exemplo:

  • super-romântico
  • sub-bibliotecário
  • super-realista
  • super-requintado

Contudo, para essa regra existem duas exceções:

  • Se o prefixo for “sub”, usa-se o hífen quando a segunda iniciar com R, como: sub-região e sub-regimento
  • Quando o prefixo for CIRCUM e PAN também utiliza-se hífen se a segunda palavra se iniciar com M, N ou VOGAL. Por exemplo: pan-americano e circum-navegação

Consoante com vogal

Nesse caso, se o prefixo terminar em consoante e a segunda palavra começar com vogal, o hífen não é utilizado. Veja alguns exemplos:

  • hiperacidez
  • interestelar
  • superinteressante
  • superaquecimento

Uso obrigatório

Com a reforma ortográfica, o uso do hífen se tornou obrigatório para alguns prefixos como: ex, sem, além, aquém, recém. pós, pré e pró.

Dessa forma, todas as vezes que essas palavras forem usadas como prefixo, não se esqueça do hífen.

Veja alguns exemplos:

  • ex-aluno
  • sem-terra
  • além-mar
  • aquém-mar
  • recém-nascido
  • pós-graduação
  • pró-europeu
  • pré-vestibular

Além desses prefixos, o uso do hífen se torna obrigatório todas as vezes que forem utilizados sufixos de origem tupi-guarani açu, guaçu e mirim. Por exemplo:

  • amoré-guaçu
  • anajá-mirim
  • capim-açu

É importante lembrar que sufixo é a parte final da palavra.

Encadeamentos vocálicos

Ao contrário das outras regras, essa não diz respeito ao uso do prefixo. Trata-se de usar o hífen para ligar duas ou mais palavras que combinem, e gerar um encadeamento vocálico.

Sendo assim, quando as palavras aglutinadas não formarem uma nova palavra, deve-se utilizar o hífen.

Por exemplo:

  • Rio-Niterói
  • Rio-São Paulo

Usualidade

Algumas palavras que antes eram compostas por dois ou mais elementos e eram separadas por hífen, ficaram tão comum que o Novo Acordo Ortográfico determinou que o hífen não fosse mais usado. Entre outros, esse é o caso de:

  • girassol
  • mandachuva
  • pontapé
  • paraquedistas

Separação de sílabas

Essa regra diz respeito a separação de sílabas quando o texto for manuscrito. Se ao chegar no final da linha, e a separação de uma palavra coincidir com o uso do hífen, é necessário repeti-lo na linha seguinte.

Veja também: Como separar sílabas

PUBLICIDADE

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.