Uso do WhatsApp na sala de aula: Como gerenciar?

O WhatsApp é uma ferramenta que pode ser usada de forma estratégica para prender a atenção dos alunos em sala de aula. Saiba como.

0

As tecnologias estão presentes na palma de nossas mãos. Por isso, pode parecer complicado prender a atenção de alunos em sala de aula. É muito comum que o estudante com o Smartphone se desprenda de toda a realidade.

Um dos aplicativos mais utilizados hoje em dia, é o WhatsApp, que consiste em um bate-papo. É como se fossem as antigas mensagens de texto, só que com mais facilidade, por apenas precisar de internet e não de colocar créditos como antes.

Saiba agora como usar essa ferramenta como uma estratégia de aprendizado e fazer os alunos prestarem mais atenção na sala e aula:

1. Disponibilizar atividades extras

O ambiente digital permite uma maior disponibilidade de conteúdos, como áudios, vídeos, podcasts e videoaulas. Isso faz com que os alunos se aproximem mais das matérias a serem desenvolvidas em sala de aula e uma maior participação.

2. Crie grupos

O WatsApp pode ser utilizado como uma forma de tirar dúvidas, tanto em chats individuais quanto em grupos. Por exemplo, a turma pode criar um grupo no WhatsApp com o professor para tirar dúvidas ou com alunos que dominam o conteúdo.

Assim, os alunos aprendem em coletividade e nesse grupo de estudos virtual, todos podem postar conteúdos e compartilhar as dúvidas.

3. Grupos com regras claras

Algumas regras devem ser estabelecidas no grupo, para que conteúdos impróprios não sejam compartilhados. O professor pode pedir a participação dos alunos na hora de definir as regras, para que estes se sintam responsáveis e as respeite mais.

4. Cuidado com os conteúdos compartilhados

O professor deve tomar cuidado no momento de interação com os alunos. Desde os emojis compartilhados até mesmo a forma de chamar o estudante. O docente sempre deve se atentar a chamar os discentes pelo primeiro nome e evitar apelidos que possam demonstrar coisas contrárias.

5. Chat também é trabalho

O tempo usado para conversar com os alunos através dos chats, também são horas de trabalho. A Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) assegura que qualquer canal utilizado pelo funcionário configura em horário de trabalho.

Por isso, o docente deve combinar a atividade com a coordenação pedagógica e estipular com os alunos um horário específico para tirar essas dúvidas e registrá-lo.

6. Uso profissional

Não confunda o caráter no grupo. Se este tem como função tirar as dúvidas dos alunos e motivá-los a estudar mais, não compartilhe suas ideologias pessoais, como políticas ou religiosas, por exemplo.

7.  Não se sobrecarregue

Cabe ao professor definir com os alunos um horário para tirar as dúvidas. Se esse horário não for estipulado, o professor pode ficar muito sobrecarregado. Lembre-se que você está educando o aluno. Então, não responda dúvidas fora do horário combinado.

8. Tratamento igual

Os alunos devem ser tratados igualitariamente. Se por acaso você responder algum aluno fora do horário combinado, pode parecer com que você esteja dando preferências. Da mesma forma se você ignorar algum estudante.

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.