Home / Disciplinas / Redação / Como evitar a nota zero na redação do Enem

Como evitar a nota zero na redação do Enem

Fugir do tema, copiar os textos motivadores, escrever textos com menos de sete linhas e não entregar a redação conforme o tipo textual solicitado estão entre os quatro principais motivos que levam o candidato à nota zero na prova de Redação do Exame Nacional do Ensino Médio.

Vai fazer o Enem? Confira algumas dicas para se sair bem!

Poucas coisas são mais catastróficas para um aluno do que zerar a redação do Exame Nacional do Ensino Médio. Zerar a redação do Enem pode significar sua exclusão da disputa por uma vaga na universidade, seja ela pública ou privada, e ainda impedir a contratação do Fies, o Financiamento Estudantil, recurso utilizado por muitos estudantes de universidades particulares.

Isso acontece porque iniciativas do governo que facilitam o acesso do aluno ao ensino superior, entre elas Programa Universidade para Todos (ProUni), Sistema de Seleção Unificada (Sisu), além do próprio Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior (FIES), exigem nota maior do que zero na redação para que o candidato possa concorrer a uma dessas facilidades. Portanto, se você conseguir esse “feito”, poderá ter sua vida acadêmica adiada, e ninguém quer que isso aconteça, não é mesmo?

Apostila EXAME NACIONAL DE ENSINO MÉDIO – ENEM ( 4 Volumes )

No Enem de 2014, cujo tema foi “Publicidade infantil em questão no Brasil”, mais de 529 mil candidatos zeraram a redação. Um número preocupante, haja vista sua expressividade em um universo de 6 milhões de inscritos. Desses 6 milhões, apenas 250 estudantes atingiram a nota máxima, ou seja, 1.000 pontos, o que é considerado um número baixíssimo. De acordo com o MEC, os principais motivos da nota zero naquele ano foram, nesta ordem:

  1. Fuga do tema
  2. Cópia de textos motivadores
  3. Textos com menos de sete linhas
  4. Redações que não se encaixavam no tipo solicitado

Para que você não cometa o mesmo erro, o Escola Educação vai mostrar para você os sete principais erros que podem levar um candidato a zerar a nota da redação do Enem. Fique atento e bons estudos!

  1. Fugir do tema

Esse é o principal motivo que leva o candidato à nota zero. Embora a prova apresente textos motivadores (coletânea), muitos candidatos conseguem se desviar do assunto e assim fugir do tema (o que revela, além da falta de leitura dos textos, uma enorme dificuldade de interpretá-los). Para que isso não aconteça, leia atentamente os textos, que podem ser trechos de reportagens, jornais ou livros, anúncios publicitários, desenhos ou charges; eles ajudam o candidato a entender o tema proposto e assim elaborar uma redação que esteja de acordo com a matriz de referência da prova.

  1. Não obedecer o tipo de redação solicitado

A dissertação-argumentativa é o tipo textual cobrado na redação do Enem. Para não correr o risco de entregar uma redação com características de outro tipo de texto, o candidato deve conhecer suas características discursivas e estruturais. O texto dissertativo-argumentativo deve começar com a apresentação do tema e da tese logo na introdução, seguido pelo desenvolvimento, no qual o candidato deve apresentar argumentos para apoiar a defesa da tese proposta, e concluir com uma proposta de intervenção social viável para solucionar o problema apresentado no desenvolvimento. Redações que não obedecem essa estrutura recebem, automaticamente, a nota zero.

  1. Não atingir o número mínimo de linhas

Redações que tenham menos do que 8 linhas sequer são corrigidas. Isso acontece porque, para ser considerada válida pelos corretores, a redação do Enem precisa ter no mínimo 8 linhas e no máximo 30 linhas (considerado o ideal). Vale lembrar que trechos copiados dos textos motivadores ou de outras questões do Enem são desconsiderados na contagem de linhas e o título, que é opcional, conta como linha escrita.

  1. Usar formas propositais de anulação

Acredite, há quem recorra a esse tipo de recurso. Tem de tudo: de candidato que transcreve receitas culinárias (as famosas receitas de “miojo”) a candidato que usa trecho do time de coração na prova. O Guia da Redação do Enem, publicação divulgada pelo MEC, inclui o item “impropérios, desenhos e outras formas propositais de anulação ou parte do texto deliberadamente desconectada do tema proposto” nos motivos para tirar zero na redação. Isto é, se você desenhar na folha de redação, escrever palavrões, xingamentos ou textos que não tenham conexão com o tema proposto, sua redação será anulada.

  1. Desrespeitar os direitos humanos

Respeitar os direitos humanos está entre os itens da matriz de referência do Exame Nacional do Ensino Médio, portanto, é um requisito obrigatório na elaboração da redação. Mensagens de ódio, preconceito de qualquer natureza e outras formas de desrespeito culminam na nota zero. Confira:

Competência 5 – Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

“(…) A proposta deve, ainda, refletir os conhecimentos de mundo de quem a redige, e a coerência da argumentação será um dos aspectos decisivos no processo de avaliação. É necessário que ela respeite os direitos humanos, que não rompa com valores como cidadania, liberdade, solidariedade e diversidade cultural (…)”.

  1. Entregar a folha de redação em branco

Entregar a folha de redação em branco, mesmo que haja texto escrito na folha de rascunho, também leva o candidato à nota zero. No dia da prova de redação, os candidatos tem uma hora a mais para elaborar o texto e passá-lo a limpo para a folha apropriada. É importante ficar de olho no tempo e saber como administrá-lo para evitar correrias e o pior: evitar que a folha de redação seja entregue em branco. Nota zero com certeza!

  1. Não conseguir demonstrar as cinco competências avaliadas

São cinco as competências avaliadas na redação do Enem, cada uma delas valendo de 0 a 200 pontos:

  • Demonstrar domínio da modalidade escrita formal da Língua Portuguesa;
  • Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo- argumentativo em prosa;
  • Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista;
  • Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação;
  • Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

O candidato que não conseguir demonstrar minimamente nenhuma das competências avaliadas, tira zero na redação. E, como já dissemos anteriormente, a nota zero pode dificultar bastante o ingresso do aluno não apenas nas universidades públicas, mas também nas universidades particulares. Para evitar que isso aconteça, fique atento às cinco competências previstas na matriz de referência da prova de Redação e assegure seu lugar no ensino superior. Boa prova e bons estudos!

Luana Alves
Graduada em Letras