Dicas de redação – Uso do paralelismo

Para escrever um texto coeso e com harmonia, o uso do paralelismo é uma boa alternativa. Confira essa dica de redação para melhorar sua escrita!


O paralelismo é uma sequência de expressões com relações correspondentes entre si. Assim, para que ocorra um paralelismo, é necessário que haja duas ou mais expressões equivalentes.

A seguir, confira como usar esse recurso em sua redação.

Paralelismo sintático

O paralelismo sintático ocorre entre expressões com simetria sintática. Essa ocorrência também é conhecida como paralelismo gramatical.

  • Exemplo sem paralelismo sintático: Eu pedi para ele vir antes da festa e que trouxesse as luzes.
  • Exemplo com paralelismo sintático: Eu pedi que ele viesse antes da festa e que trouxesse as luzes.

Nesse caso, a equivalência do tempo verbal garantiu o paralelismo.

Paralelismo semântico

Já o paralelismo semântico estabelece equivalência de valores do discurso.

  • Exemplo sem paralelismo semântico: Gosto de MPB, soul e guaraná.
  • Exemplo com paralelismo semântico: Gosto de MPB, soul e blues.

Nesse caso, para manter o sentido equivalente da frase, foi necessário especificar somente o gosto musical.

Exemplos de paralelismo

O paralelismo é uma ótima ferramenta para garantir coerência e harmonia na redação. Confira exemplos de uso:

  • Ela não só tirou nota máxima, mas também corrigiu a pergunta.
  • Por um lado, a discussão acerca da migração é atual, por outro, divide muitas opiniões.
  • O debate sobre racismo afeta tanto a população negra quanto o futuro da sociedade como um todo.
  • Não é prudente ignorar discursos de ódio e nem legitimar.

Leia também:

PUBLICIDADE

você pode gostar também

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More