Aplicativo permite compras na modalidade com dispensa de licitação

Aplicativo desenvolvido pelo Ministério da Economia permite compras na modalidade com dispensa de licitação de forma 100% digital.

Já é possível participar por meio do celular ou tablet de compras do governo federal que não exigem licitação. O aplicativo Compras.gov.br permite que o processo de compras nessa modalidade ocorra 100% de forma digital em aparelhos móveis.

Leia também: Governo Federal lança plataforma para consulta do FGTS Digital

Em maio, o aplicativo já estava recebendo cadastro dos empreendedores. Na semana passada, o sistema teve registro das primeiras pessoas que fizeram o processo de compra pública totalmente pelo aplicativo.

Conforme informações do Ministério da Economia, que desenvolveu o aplicativo em colaboração com o Serviço Brasileiro de Apoio Às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), foram 150 mil downloads da ferramenta, com registro no sistema de 3,4 mil interações com fornecedores de todo o país.

Do segundo semestre em diante, o aplicativo contará com suas funcionalidades mais amplas, e também irá permitir que o empreendedor dê seus lances nas modalidades de Dispensa Eletrônica.

A Dispensa Eletrônica foi criada pela Nova Lei de Licitações e Contratos, de 2021. Essa modalidade permite que o empreendedor realize contratações diretas, sem necessidade de licitações, em pequenos valores. Também são definidas como contratações de pequeno valor as transações com valor máximo de R$ 17,6 mil para compras e serviços e de até R$ 33 mil para obras e serviços de engenharia.

O Ministério da Economia também informa que o aplicativo pretende facilitar o acesso de pequenos negócios e de pessoas físicas às compras públicas. Quem tiver interesse em vender para o Poder Público precisa seguir três passos para poder se credenciar no sistema. Primeiramente, é preciso baixar o aplicativo, disponível para os sistemas Android e iOS. Logo após, o fornecedor precisa entrar com o login do Portal Gov.br e inserir o Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica (CNPJ) ou o Cadastro de Pessoa Física (CPF). Feito isso, estará apto a participar de qualquer processo das compras públicas com dispensa de licitações.

você pode gostar também

Comentários estão fechados.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More