Atividades Circenses

O desenvolvimento de um projeto que inclua atividades circenses na Educação Física contribui para o conhecimento do circo e da própria comunicação corporal.

0

“Respeitável público! Hoje é dia de circo na escola! “

Mais precisamente, na aula de Educação Física! Sim, escolas estão, cada vez mais, desenvolvendo projetos que inserem atividades circenses nas aulas da disciplina. E não é exigindo que o aluno faça, ali, uma acrobacia gigantesca ou atravesse o pátio da escola como um trapezista!

Atividades mais simples, como malabares e acrobacias podem ser estimuladas nesse tipo de projeto. O melhor é que o material exigido pode ser encontrado nos depósitos escolares com facilidade, além do que a duração do projeto não precisa ser maior que duas semanas. Vamos ver com mais detalhes?

Projeto Atividades Circenses na Educação Física

Do que você vai precisar: acesso à internet para pesquisa das atividades, três cordas com extensão de 3m cada, colchonetes, cordas individuais (aquelas de pular, mesmo), arcos, lenços de tule, tambor, perucas e adereços de palhaço.

O que você vai trabalhar: desenvolvimento da comunicação corporal, conhecimento do circo e técnicas de espetáculo observando as normas de segurança

Para qual público: 4º e 5º ano do Ensino Fundamental

Quais as atividades: espetáculos com palhaços, malabares com lenços e bolas, equilíbrio de objetos, acrobacias com cordas e de solo (ponte, vela, roda, parada de mãos)

Etapas do projeto

  • 1ª etapa: converse com os alunos e troque uma ideia sobre os conhecimentos que eles têm sobre a arte circense. Peça que eles sugiram atividades que consigam executar e traga outras para complementar
  • 2ª etapa: na internet, faça pesquisas que enriqueçam o repertório, como site da Academia Brasileira de Circo, além de vídeos do Cirque du Soleil e Circo da China. Observe, com os alunos, como os profissionais aplicam as técnicas circenses e anote as atividades que podem ser desenvolvidas, elaborando um roteiro.
  • 3ª etapa: monte um cronograma com aulas sobre técnicas circenses, começando pelas mais simples até as mais difíceis. Separe de uma a duas aulas para cada uma, a fim de fazer com que todos os alunos passem pelo maior número de modalidades possível. Mas, observe as habilidades e limitações de cada um.

Avaliação: compare a evolução de conhecimentos e habilidades do alunos desde o começo do projeto até o final, a forma como eles foram imersos nas atividades, o que foi positivo e o que ainda precisa ser melhorado.

Classificação dos jogos circenses

Para te ajudar a montar seu repertório de atividades, trouxemos algumas sugestões do que pode ser desenvolvido em sala. Mas, antes, vamos trabalhar um pouco a classificação estabelecida para as atividades circenses. Vamos lá?

Jogos Variados

Exemplos típicos: faquirismo e ilusionismo

Jogos de Equilíbrio

Atividades circenses - Jogos de equilíbrio para educação infantil

Trabalham o equilíbrio corporal, como perna de pau, rolo americano, arame, entre outros

Jogos de Clown

Baseados no improviso e a comicidade

Jogos de Malabares

Atividades circenses - Jogos de Malabares para educação infantil

Como o próprio nome já diz, traz o malabarismo como eixo central, usando materiais como swings, clavas, diabolos, aros, bolas e pratos de equilíbrio

Jogos Acrobáticos Aéreos

Atrações que utilizam suspensão no ar como trapézio, tecido, corda indiana e lira.

Jogos Acrobáticos de Solo

Atividades circenses - Jogos acrobáticos solo para educação infantil

Acrobacias de solo como a ponte.

Sugestões de atividades

Imitando palhaços: caracterizados como palhaços, os alunos podem cantar músicas de clown conhecidas ou declamar poesias. Depois, podem partir para as piadas e confusões típicas dos personagens.

Oh! Gente Alegre! Ninguém enjoa. Ver o palhaço? Que coisa boa. Ele corre,cambalhota, Pula e grita, Ri e chora, Quando conta anedota. A boca é grande E vermelhinha, A cara é branca, Que nem farinha

Equilibrismo: faça, com seus alunos, traços diferenciados no chão, como curvas e círculos. Peça que eles andem sobre os riscos em diferentes posições, equilibrando objetos ou montando pirâmides (dependendo do grau de dificuldade).

Malabarismo: use bolinhas de papel ou pequenos objetos e os ensine as técnicas do malabarismo. Algumas bem simples: jogar a bolinha para o alto e pegar; jogar de uma mão para a outra; jogar para o alto, bater palmas uma vez e pegar a bolinha de volta.

Montagem do diabolô: você vai precisar de duas garrafas PET, tesoura, barbante e duas varetas. Corte as duas garrafas ao meio, a partir da boca e, depois, . o gargalo de uma delas. Lixe a ponta e encaixe as duas garrafas pela boca, enroscando a tampa de uma delas na outra. Em seguida, amarre as pontas do barbante na extremidade de cada uma das varetas.

Mágico: use o truque da água que muda de cor. Você vai precisar de lenço, uma jarra vazia, um pacote de suco artificial e um copo de vidro transparente. Primeiro, encha o copo de água e coloque uma pequena quantidade do pó no fundo da jarra. Mostre-a para a platéia indicando não existir nada dentro dela. Depois, mostre o copo de água destacando que se encontra incolor. Peça que o assistente vire o copo de água na jarra enquanto fala as palavras mágicas, balançando o lenço em frente a jarra. Ao tirar o lenço, a água terá mudado de cor.

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.