Ciclismo

Presente desde a estreia dos Jogos Olímpicos da era moderna, em 1896, o ciclismo é um dos esportes mais praticados por atletas não profissionais do mundo .

0

Considerado uma atividade física rítmica, na qual os mesmos movimentos são repetidos com frequência, o ciclismo é o esporte mais conhecido praticado em bicicleta. 

Por contribuir na melhoria e desenvolvimento do sistema cardiovascular, além da perda de gordura e definição muscular, a atividade é frequentemente recomendada por médicos e especialistas para a manutenção da saúde.

Origem e história

A origem do ciclismo remonta à Inglaterra do século XIX, mais precisamente na década de 1890. Durante esse período, as bicicletas tiveram consideráveis melhorias no seus mecanismos, com o objetivo de dar mais impulso e atingir maior velocidade. 

Associado a esse desenvolvimento, surgiam também as corridas e competições de rua. A primeira grande maratona que se tem notícia aconteceu em 1869 e tinha um percurso de 123 km, entre as cidade de Paris e Rouen.

Com a construção do primeiro velódromo, em Paris, na França, no ano de 1890, os franceses tornaram-se os principais fomentadores da prática esportiva. 

Um exemplo disso, é a “Tour de France” (Volta da França), criada em 1893 pelo ciclista Henry Desgranges, considerada a competição ciclística de estrada mais famosa nos dias de hoje.

Mas foi em 1896 que o esporte ganhou destaque ao ser inserido na gama de competições dos Jogos Olímpicos da era moderna, sediado pela primeira vez em Atena, no ano mesmo ano.

No Brasil, acredita-se que as bicicletas que conhecemos hoje em dia foram trazidas pelos imigrantes europeus no final do século XIX e início do século XX. 

Alguns registros dão indício de que já existiam praticantes do ciclismo no ano de 1895, com destaque para as cidades de Espírito Santo e São Paulo. Três anos depois, era finalmente inaugurada a primeira fábrica de bicicletas da empresa Caloi, popularizando ainda mais a prática do esporte.

Categorias do Ciclismo

A três principais categorias do ciclismo são:

  • Ciclismo de Estrada 

Tida como a modalidade mais antiga e clássica do ciclismo, as provas são divididas em duas fases: a primeira individualcontra o relógio” e a segunda em estradas abertas. 

Regulamentado pela União Ciclística Internacional (UCI), a competição contra o relógio começa com os competidores partindo de uma rampa com um minuto de intervalo entre si, num circuito preliminarmente estipulado e sinalizado.

A área percorrida é de 40 km para homens e 20 km para mulheres. O vencedor é decidido por aquele que fizer o trajeto até a linha de chegada em um menor espaço de tempo. Daí o nome contra o relógio.

As provas de estrada, como o nome já diz, acontecem em ruas ou vias públicas. O pelotão de ciclistas largam em grupo com o objetivo de ser o primeiro a cruzar a linha de chegada, num trajeto que tem em média 160 km para homens e 80 km para mulheres.

  • Mountain Bike
Modalidade de Mountain Bike

Conhecido como Ciclismo de Montanha, a categoria Mountain Bike tornou-se popularmente conhecida a partir da década de 60, nos Estados Unidos. 

A modalidade subdivide-se em quatro, sendo elas: Downhill (DH), XCO (Cross-Country Olímpico), Freeride, 4x, Trial, Trip Trial ou Maratona, Uphill e o Enduro de Regularidade.

Downhill: Na categoria Downhill, o ciclista deve percorrer uma área bastante irregular e com poucas linhas retas. Os terrenos das provas são geralmente naturais, nos quais o participante enfrenta as rampas (gaps) com manobras em pontos de salto como jump (pulo) e o “deixar-se cair”, chamado de drop (queda). Vence quem fizer o percurso em um menor espaço de tempo.

XCO ( Country-Cross Olímpico): Disputada em circuito fechado, a categoria mistura trechos em estrada de terra e asfalto. Considerada mais técnica, os ciclistas que participam da XCO devem cumprir alguns critérios técnicos como o número de voltas e comprimento da pista. É considerado vencedor aquele que realizar o número de voltas determinado pela organização. 

Freeride: O Freeride é uma variação da modalidade Downhill, sendo praticado principalmente como esporte de lazer. Os locais para prática da atividade ficam geralmente dentro das cidades e são chamados de Urban Assaults, onde utiliza-se obstáculos urbanos para a realização. Em alguns casos, faz-se uso de troncos de árvores e em terrenos naturais mais acidentados, no que é chamado de north shore. 

4x: Através de manobras que lembram o BMX (Bicycle Motocross), essa categoria do ciclismo simula uma corrida de motocross,só que com a diferença que utilizam-se bicicletas e não motos. Os competidores descem um terreno inclinado após saírem dos gates de largada, ao melhor estilo BMX.

Trial: A categoria Trial traz particularidades durante seu percurso. Obstáculos inusitados como pedras, latões, troncos, cavaletes, muros e até mesmo carros são alguns do exemplos. A pontuação também é diferente. Nessa modalidade, os atletas começam com um determinado número de ponto e vão perdendo assim que colocam os pés no chão. 

Trip Trial ( Maratona): Dentre as modalidades de ciclismo de montanha, o Trip Trial é o que possui o percurso mais longo e indefinido, podendo ser o mesmo do início da prova ou não. A duração e tempo das provas podem durar de dois a três dias, dos quais os atletas percorrem rios, trilhas e estradas de ferro.  

Uphill: Para se dar bem nessa modalidade, o ciclista deve ter muita resistência física e fazer uso de equipamentos mais leves. A prova consiste em subidas altamente complexas, da qual vence quem chegar primeiro ao topo. 

Enduro de Realidade: Com uma forma de pontuação diferente das demais , essa categoria pode ser considerada técnica do estilo Mountain Bike. Nela, o vencedor não é aquele que atinge o primeiro lugar, mas sim quem for o mais regular e chegar no tempo estipulado pela organização da prova. Ao contrário do Trial, no qual o competidor deve somar  mais ponto, no Enduro de Realidade, o atleta deve alcançar a marca de zero pontos. Pode ser praticado tanto só quanto em duplas e os trajetos são principalmente em estradas abertas ou trilhas fechadas.

  • BMX ( Bicycle Motocross) 
Modalidade BMX

O Bicycle Motocross ou Bicicross é a modalidade do ciclismo que agrada todas as faixas etárias. A origem do nome se dá ao fato das bicicletas lembrarem as motos das competições de motocross. Realizado em circuito fechado, as pistas têm extensão de 300 a 380 metros, compostas por desníveis, morros e ondulações. O tempo de duração das provas varia em torno de 30 a 40 segundos. 

  • Ciclismo de Pista
Modalidade Ciclismo de Pista

Realizadas em velódromos ou em pistas oficiais de ciclismo, essa modalidade de ciclismo deve atender às normas da União Ciclística Internacional (UCI). Obrigatoriamente, as pistas de competição de pista devem ser no formato oval, com uma variação de linhas inclinadas nos valores de 36 e 45 graus e com extensão de 180 a 500 metros. Possuem revestimento de cimento ou madeira. Dentro das categorias de ciclismo de pista, ganha quem fizer o percurso em um menor estabelecido em um menor período de tempo.

Equipamentos

Bicicleta: Ao escolher sua bicicleta, é essencial que você já tenha pré-definido a modalidade de ciclismo que quer praticar. Aspectos como conforto, ergonomia e funcionalidade, tal qual o material, peso, suspensão e largura dos pneus, são os principais itens levados em consideração na hora da compra.

Capacete: Item essencial para a proteção da cabeça, o capacete deve ser feito de material resistente à quedas e pancadas, além de ser sinalizado com adesivos refletores que indiquem a posição do ciclista durante os trajetos.

Luvas e Proteções: Utilizado principalmente nas modalidades de BMX e Mountain Bike, as luvas e proteções para os joelhos e cotovelos ajudam o ciclista a evitar lesões graves e atritos com superfícies cortantes. 

Óculos: A utilização de óculos durante as atividades ciclísticas auxiliam no bloqueio dos raios solares, além de proteger contra poeira e insetos que eventualmente aparecem no caminho.

Retrovisores, buzinas e faróis: Elementos fundamentais, os retrovisores permitem ao ciclista visualizar o ambiente ao redor. Já a buzina funciona como um alerta de presença quando necessário e os faróis têm maior utilidade para àqueles que preferem percursos noturnos. 

Roupas e Coletes Refletores: É extremamente importante o uso de roupas claras e coletes refletores para a segurança do ciclista, principalmente em trajetos de estrada em via noturna. Sapatilhas ergonômicas e anti-deslizantes, capas transparentes em períodos de chuva que não comprometam a agilidade de movimentos, são cruciais para um bom desempenho ciclístico. 

Leia também:

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.